MAT_0651

Stay Porto

Sugestões para um programa em cheio na Invicta

“Se Lisboa é menina e moça, o Porto é um gajo porreiro”, ouvi algures há dias. É verdade, mas eu acrescento algo mais. O Porto está cada vez mais bonito, com muita atitude e aberto ao mundo.
A convite da Stay Hotels, a RDB visitou o Porto e viveu experiências para um fim-de-semana repleto de actividades onde nem o sol faltou. Ficámos instalados numa das mais recentes unidades do grupo, o Stay Hotel Porto Centro Trindade, um três estrelas perfeito para quem quer ficar no centro da cidade mas não descura de alguns serviços mínimos, como uma boa cama – e é mesmo boa! -, internet e um pequeno-almoço com horário alargado até às 12h. 

booking_117706342

MAT_0461

MAT_0464

MAT_0467

MAT_0494

Foto: Booking.com

Foto: Stay Hotels

Começámos por um fazer um jogo ao estilo “escape room”, organizado pela Porto Exit Games. Não vamos ser spoilers (até porque nem pudemos registar qualquer fotografia, tirar notas nem gravar sons), mas fica a dica: o tempo é apertado, não é assim tão fácil mas é muito divertido. A nossa equipa, que fez o The Sacrifice, escapou mesmo a tempo. 7 segundos a mais e tínhamos ficado retidos. Muito, muito bom.

Depois de tanta adrenalina, rumámos ao hotel mais antigo da cidade, o Grande Hotel de Paris, datado de 1877. É um dos últimos grandes investimentos do grupo Stay e em breve vai entrar em fase de remodelação. Dos 42 quartos existentes, vai passar a oferecer 79 até meados de 2019. Esta é uma obra estimada em 2 milhões de euros que irá reabilitar o edifício existente e outros dois situados precisamente ao lado. Mas atenção: é importante referir que vai manter a fachada, o nome e a mística própria do hotel.

MAT_0513

MAT_0516

MAT_0642

MAT_0647

Depois de um cocktail no jardim, rumámos à sala principal onde estava à nossa espera a Chef Lígia Santos, vencedora do primeiro Masterchef Portugal e proprietária do projecto de turismo Casas da Li. Lígia preparou um showcooking para nos abrir o apetite: arroz cremoso com cogumelos. A importância da escolha dos ingredientes, sobretudo de origem nacional, respeitar o tempo de confecção e… saborear. It’s all about it.

Da bancada passámos para a mesa para almoçar. As fotos falam por si.

MAT_0583

MAT_0599

MAT_0621

MAT_0617

MAT_0629

De regresso às ruas, passámos a belíssima ponte D. Luís e fomos até à Porto Cruz, em Vila Nova de Gaia, para uma prova de vinhos do Porto. João, o sommelier que nos conduziu, foi exímio na explicação de todos os detalhes dos tipos de vinho que provámos, as castas, envelhecimento e como aprender a apreciar esta bebida. Se estiver a pensar ir a uma das caves, opte por esta casa e, se assim for possível, peça para fazer a prova com o João. Seguramente que não se vai arrepender.

MAT_0679

Ao cair da noite, e já na marina do Freixo,  embarcámos num passeio pelo Douro com as margens da Invicta como cenário. A beleza desta cidade é incrível e essa foi, sem dúvida, a melhor parte da experiência a bordo, que contou ainda com um jantar.

MAT_0730

Se está a pensar ir ao norte para passar umas mini-férias, o Porto é o destino do momento. Cheio de vida, o carisma de sempre e a seduzir em cada rua e viela. Somos suspeitos, adoramos o Porto, mas é difícil não ficar rendido àquela cidade. O “gajo porreiro” é cada vez mais um senhor cheio de pinta. Obrigada, Porto. 


Fotografia de Ricardo Freire Mateus

 



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This