asiwfa_08

And So I Watch You From Afar @ Musicbox (30.10.2017)

,

O Musicbox Lisboa é bem conhecido pelos amantes dos concertos ao vivo em Lisboa. No coração da “Pink Street”, no Cais do Sodré, o palco foi ocupado em vésperas de Halloween pelos And So I Watch You From Afar. Para quem não conheça a banda de Belfast, podemos descrevê-la como uma banda de post-rock, maioritariamente instrumental. Em 2009, o álbum de estreia dos ASIWYFA foi considerado o sexto melhor álbum do ano pela Rock Sound.

Os Paisiel, compostos por Julius Gabriel e João Pais Filipe abriram a performance num duo de bateria e saxofone, aquecendo o ambiente para os irlandeses do norte, que na noite anterior tinham estado no Porto, como parte de uma tournée de apresentação do seu novo álbum.

“The Endless Shimmering” é um álbum que parece tornar às origens sonoras do grupo, dois anos depois de ter sido lançado Heirs. Lançado a 20 de Outubro, a banda tem corrido a Europa para mostrar as suas novas composições. No concerto de dia 30 de Outubro, a qualidade do concerto superou a limpidez do som de estúdio, pela possibilidade de se sentir intensidades diferentes de cada instrumento. Num som maioritariamente instrumental, a “voz” que sobressaía vinha do baixo, tomando a liderança às mais comuns guitarras, que fizeram de coro para a profundidade e solidez do som de Johnny Adger.

Numa noite em que a força tempestiva da banda irlandesa fazia os presentes abanar a cabeça sincronizados entre aplausos e incentivos, quem entrasse um pouco depois do início não poderia contar mais do espetáculo que não “And So I Watch You From Afar”, pela enchente de público que dificultava chegar mais próximo do palco que a meio da sala.

O espetáculo de luz acompanhou na perfeição todo o concerto, adicionando uma aura extra que contribuiu para o sucesso da noite. Com concertos marcados até ao final do ano, a banda parece querer tomar a Europa de assalto com o seu som. Forte e implacável, ou calmo e melodioso, o som desta banda é digno de ser ouvido ao vivo.

 

Texto por Duarte Godinho e fotografia por Margarida Ribeiro.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This