The National | 21 Novembro – Pavilhão Atlântico

The National | 21 Novembro – Pavilhão Atlântico

“Quando um grupo musical de alguns se transforma num colectivo de todos isto é: The National. São inquilinos de um Olimpo raro, onde moram apenas uns poucos que, meritória e sabiamente, conseguem sem esforço quebrar as fronteiras que dividiam o mainstream do universo alternativo. Com 14 anos de história, os Nova-iorquinos voltam a Portugal – depois de terem esgotado o Campo Pequeno – para um concerto em data única: 21 de Novembro, no Pavilhão Atlântico. Com um reportório vasto e cheio de hinos pop-rock, a banda de Matt Berninger tem disco novo para apresentar. Chama-se “Trouble Will Find Me” e sai via 4AD. Os convidados do registo são de luxo e outra coisa não seria de esperar de um projecto que soube sempre escolher com esmero as suas companhias.

Recomendável, imperdível e especialíssimo: concerto de uma das melhores bandas da actualidade em Lisboa, Pavilhão Atlântico, dia 21 de Novembro.

The National

Categorias, géneros ou formatos musicais são, cada vez mais, substantivos simples que servem apenas, como um ponto no mapa, para nos orientarmos no que à música diz respeito. As fronteiras esbatem-se e aquilo que se designava por música alternativa começa a quebrar de sentido porque, afinal, não importa assim tanto e a indústria segue caminhos que estreitam o tamanho do mundo. Um dos exemplos paradigmáticos desta contemporânea constatação são os The National.

Do Ohio para Nova Iorque, nasceram como banda há 14 anos. Os 5 transformaram-se num fenómeno à escala do planeta, deixando de ser – como foram no início da carreira – uma banda de minorias. Quando a universalização é conquistada pelo mérito, devemos elevar os The National ao panteão dos raros: aqueles que abraçam a excelência e a qualidade como elementos naturais da sua existência. Liderados por Matt Berninger, os The National são ainda constituídos pelos irmãos Aaron Dessner e Bryce Dessner (este último dono do belíssimo projecto Clogs), Bryan Devendorf e Scott Devendorf.

Entre 2001 e 2003 lançaram o debut homónimo e “Sad Songs for Dirty Lovers”. Mas foi com “Alligator”, em 2005, que os The National explodiram para o mundo, granjeando aclamação quase unânime da crítica especializada e do público. Depois de “Alligator” vieram “Boxer” (2007) e “High Violet” (2010) e, entre edições e concertos, massificaram-se as aparições televisivas, passagem de temas da banda em séries de TV, e até duas participações activas e muito notadas com a canção/hino “Fake Empire” a ressoar nas campanhas presidenciais ao serviço de Obama, em 2008 e 2012.

Os The National têm disco novo com edição marcada para Maio via 4AD e nele, com toda a certeza, darão continuidade ao rumo pop-rock da sua obra, inundado de grandes canções pontuadas pela lírica de Matt Berninger que, entre a melancolia e o discurso cívico e político, roçam a perfeição cósmica. O sexto álbum de originais chamar-se-á “Trouble Will Find Me”.

Os The National tocarão em Portugal no Pavilhão Atlântico no dia 21 de Novembro para arrebatar de emoção com a arte da sua música.”



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This