“Três Homens Sós”, de André Murraças – Teatro na Culturgest

Num texto inspirado em três argumentos de cinema, André Murraças revisita as obras de Paul Schrader American Gigolo, Light Sleeper e The Walker. O espectáculo recupera as histórias das personagens dos filmes mantendo o tema dos “lonely men” que habita esta trilogia e explora o isolamento, a prostituição e o envelhecimento no masculino, em ambientes citadinos nocturnos cheios de perigos e desilusões amorosas.

As narrativas seguem um gigolô de luxo que se apaixona por uma das suas clientes, um homem imerso no mundo da droga e rodeado de fantasmas do passado e um acompanhante de um grupo de senhoras da aristocracia, envolvido involuntariamente num crime. Três histórias da condição humana no vasto cenário da cidade. A cidade racista, homofóbica, plástica, sedenta, violenta, falsa, hipócrita e decadente. Mas também um lugar onde é possível encontrar o amor, apesar de tudo. Pode ser Nova Iorque, Los Angeles ou Washington. Pode ser Lisboa.

André Murraças foi encenador, dramaturgo, cenógrafo e intérprete de Sex Zombie – a vida de Veronica Lake, Um Passeio, Hollywood, One Night Only – uma rádio-conferência, Um Marido Ideal, Louis Lingg, Pour Homme, Swingers, As Peças Amorosas e As Palavras São o Meu Negócio. Escreveu as peças Todas as noites a mesma noite, Film Noir, Os Inconvenientes, CinemaScope e O Espelho do Narciso Gordo. Concebeu os espectáculos Untitled – uma peça para galeria, Experiência Variações e Lisboa – o que o turista deve ver.

Estreia absoluta
Teatro · 4 a 8 de Junho · dias 4, 6, 7, 8 às 21h30; dia 5, às 17h
Pequeno Auditório
Preço: 12 Euros; até aos 30 anos: 5 Euros



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This