“Zoom” | Istvan Banyai

“Zoom” | Istvan Banyai

Viajar na crista da onda

Quem diria que, partindo da visão aumentada de uma crista de galo, acabaríamos a navegar pelo espaço que nem uma Sandra Bullock ao sabor da “Gravidade”?

Zoom“, do húngaro Istvan Banyai, propõe uma viagem sem palavras – algo catalogado como “arte sequencial” – através de múltiplas perspectivas, algures entre a vida quotidiana e os domínios do sonho e onde, cada imagem, é o detalhe de um plano posterior mais amplo.

O leitor é convidado a interpretar as imagens de acordo com a sua imaginação, entrando numa espiral interminável que o levará aos confins do sistema solar. Se optar por inverter a ordem da leitura o regresso faz-se sem problemas, transformando “Zoom” num bilhete de dia e volta com o local de partida à escolha de quem nele pegar. É aproveitar a promoção e seguir viagem, por terra, ar e água.

Istvan Banyai, nascido em 1949 na encantadora cidade de Budapeste, instalou-se nos EUA em 1981, onde começou a trabalhar para publicações como a Atlantic Monthly, a Time, o The New Yorker, a Playboy ou a Rolling Stone, tendo também desenhado capas de discos para editoras como a Sony ou a Verve Records. “Zoom”, publicado em 1995, foi o seu primeiro livro infantil – uma verdadeira preciosidade.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This