16º SUPER BOCK SUPER ROCK – COMUNICADO

“A 16ª edição, o Super Bock Super Rock terminou ultrapassando todas a expectativas de sucesso de um novo e renovado formato. No cenário mágico da Herdade do Cabeço da Flauta, o público repartiu-se por 3 palcos com sonoridades diversificadas, onde a música foi a estrela mais brilhante com as performances dos artistas a corresponderem às melhores expectativas de todos. Milhares de pessoas puderam assistir a concertos memoráveis, não só pela qualidade musical, mas sobretudo pela comunhão dos artistas com o público Português, tantas vezes sublinhada pelos próprios em palco, culminando com a tão aguardada actuação de Prince. Era já conhecida a sua admiração pelo nosso país e pela nossa cultura, bem como o era a qualidade inquestionável das suas actuações ao vivo. Mas poucos poderiam prever o momento em que 32 mil pessoas ouviram o Fado de Ana Moura acompanhado pela guitarra de um dos maiores ícones da música de todos os tempos. Fez-se história no Super Bock Super Rock.

No entanto, enquanto promotores do Festival, não podemos deixar de reconhecer alguns dos aspectos menos positivos apontados pelo público, sendo o mais relevante a dificuldade de acesso ao recinto no último dia. Apesar dos esforços de reforço dos transportes públicos, bem como os sucessivos apelos a que se chegasse mais cedo, a grande afluência de pessoas que optaram por deslocar-se em veículo próprio, e sobretudo a concentração da mesma a partir do início da noite para assistir ao concerto do cabeça de cartaz, criou dificuldades e atrasos consideráveis na chegada. Situação acentuada por um grave acidente na A2 que obrigou a um corte da estrada. Apesar de não termos autoridade sobre a gestão de tráfego, trabalhámos ao longo da noite no que estava ao nosso alcance em conjunto com as autoridades competentes no sentido de encontrar todas as soluções possíveis para minimizar o problema, tendo ainda atrasado o início do concerto mais concorrido da noite.

Reconhecemos ainda ser necessário aumentar e melhorar algumas condições do Festival, nomeadamente na zona de Campismo (a taxa de compradores de passe que decidiu acampar foi consideravelmente mais alta do que o previsto, tendo-se corrigido os aspectos que foi possível ao longo do evento, tal como como a iluminação) e a intensidade do pó que se fez sentir, sendo que foi reforçada a rega ao longo dos três dias de Festival.

Queremos sublinhar que estamos sensíveis a todas as observações que temos recebido do público, ao qual estamos sempre atentos no sentido de definir as medidas que nos permitem melhorar para o futuro e estamos desde já a trabalhar para que a edição de 2011 seja tão ou mais memorável do que a edição deste ano”

Música no Coração



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This