adam-cohen-header

Adam Cohen @ Santiago Alquimista

Filho de peixe sabe nadar.

Existe um ditado muito antigo que diz: “filho de peixe sabe nadar”. Se Adam Cohen é bom nadador não sei, mas que se safa bastante bem dentro das ondas musicais, isso é uma verdade! O seu pai, o eterno cantor e compositor de melodias rock românticas Leonard Cohen, já se apresentou por várias vezes em Portugal sendo que a última foi em Setembro de 2010. Já Adam Cohen tem passado despercebido por terras lusas. Apenas o single «What Other Guy», do seu novo álbum “Like a Man”, recentemente editado, é que tem circulado em algumas rádios, mas afinal o jovem canadiano tem mais fãs do que se pensava. Elas saíram à rua no passado dia 26 de Outubro para assistir a um espectáculo único e com bastante audiência na pequena (que se tornou grande) sala do Santiago Alquimista.

Para além do temporal, que ameaçou os céus de norte a sul do país, e de a capa deste “Like a Man” fazer alusão à chuva, Adam Cohen conseguiu acalmar as forças da natureza com as suas canções e não só. Em primeiro lugar o seu charme – trata-se de um homem com 40 anos que herdou os genes do pai. Dotado de uma elegância extrema, apresentou-se com uma guitarra e com ela conseguiu atingir os corações de todos. Acompanhado por mais dois músicos, as ondas do folk embrionadas por um violoncelo, uma bateria e diversas guitarras, embalavam-nos em nostalgia, aconchegando-nos juntamente com o calor humano.

Em segundo lugar as suas canções. Adam não parece querer ser another guy. Como tal, escreve canções de amor, de conquista e de força. Melodias doces e bonitas. Tantos elogios?  A culpa talvez seja da tequila, bebida da qual o cantor se assume fã. “O sucesso é algo que é fruto de um caminho lento que se tem aproximado de mim” disse ele. E de facto ele tem palmilhado um caminho talvez tardio, mas que se adivinha seguro. Finalmente encontrou-se numa sonoridade, afirmou.
«Like a Man» tem a letra que mais espelha a pessoa que é Adam Cohen. De seguida, sem ser esta a ordem, «What Other Guy» espalha os anos 60 e o lado romântico que o amor deixa no ar. Será que havia alguém de nome Dominique? O ímpeto francês esteve sempre presente e influente na linguagem Cohen com um «Sweet Dominique». «Out of Bed» deixa-nos totalmente assoberbados de carinho e com olhares fofinhos pois o público notava-se que estava meio carente de canções desta categoria.

Como todos temos um cúmplice nas nossas vidas, «Lie Alone» tem uma letra sincera e dura como uma pedra que nos pode remeter a imagens de filmes românticos dos anos 20 onde as lágrimas se imploram sob qualquer pretexto. Não que estivesse alguém a chorar, mas a letra tem uma sinceridade infindável. «Beautiful» acaba por preencher um espaço de tempo repleto de adjectivos e, atenção rapazes, se querem encantar as vossas amadas, escutem com atenção esta canção. Aprendam a letra e cantem-lha. Sucesso garantido.

No final do concerto, Adam andou a circular pela sala e a conversar com o público como se fosse um velho amigo de todos eles. Distribuiu autógrafos, sorrisos, beijos e abraços. E a nostalgia fez-se sentir de novo… O pensamento nas nossas mentes era, certamente, que ficávamos lá dentro até ao amanhecer. Mesmo durante o concerto, Adam mostrou-se um comunicador nato. Entre os variados e comuns agradecimentos e apresentação dos músicos que o acompanham, Adam falou da importância que este “Like a Man” tem na sua vida. De facto, nunca devemos desistir. Adam Cohem pode não ser tão famoso como o seu pai, mas não se deixou ficar quieto. Está bastante orgulhoso de finalmente ter alcançado um lugar de destaque e isso é muito visível no seu rosto, sobretudo quando se refere a este novo trabalho que contou com o apoio do seu pai. Para além deste disco, o cantor tem editados mais dois trabalhos: um álbum homónimo lançado em 1998 e “Melancolista” em 2004. A experiência com uma sonoridade mais progressiva com os Low Millions é que ficou apenas por um álbum intitulado “Ex-Girlfriend”. Esta foi a primeira vez de Adam Cohen em Portugal e o primeiro concerto da digressão europeia.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This