rdb_dianacoelho_header

Diana Coelho

Jewels are a girl's best friend.

Todos os dias aparecem na web novos crafters. A crise que atravessamos leva muitas pessoas a encontrarem aqui uma outra fonte de rendimento, encontram-se produtos muito semelhantes e os plágios são constantes devido à exposição a que se submetem.

Mas há boas excepções e Diana Coelho é uma delas. As suas peças cativam ao primeiro olhar, denotam minuciosidade, cuidado na escolha de materiais, perfeição nas formas e um aspecto singular.

Diana tem 25 anos, vive em Lisboa, cresceu rodeada de tecidos, cores e texturas, influenciada pela sua mãe que era modista. O despertar para a joalharia “vem da ligação da mesma como corpo humano e da escala das peças/objectos aliado à enorme curiosidade que tive em saber trabalhar a prata e o ouro e saber mais sobre gemas”, assume a designer.

Começou a sua formação em Arquitectura, mas no segundo ano partiu para Londres, uma atitude arriscada, mas alimentada pelo fascínio cada vez mais crescente pela joalharia. Ingressou na London Metropolitan University onde tirou um Master em Joalharia.

Voltou com a certeza de que este era o “sonho que queria seguir” e de queria começar a criar peças da sua autoria. Estagiou com o conceituado joalheiro Valentim Quaresma, e criou o seu atelier em casa, espaço onde se sente confortável e onde encontra concentração para criar. E é daqui que surgem peças que assentam na originalidade e na irreverência.

Depois é experimentar vários materiais, conjugá-los entre si e dar-lhes forma. A inspiração, essa, pode vir “de uma fotografia, um pedaço de tecido, uma cor, uma música ou um filme” complementada com as referências de artistas como Ted Noten, Aurelie Bidermann e Shaun Leane. Mas acrescenta que é o seu fascínio por materiais pouco comuns como a cerâmica ou tecidos como a camurça e o cetim que dão às suas peças a textura e a diferença que elas transbordam. O objectivo é surpreender, utilizar e conjugar materiais dos quais o público não esteja à espera!

Para além de criar peças para a sua marca pessoal, Diana também colabora como freelancer para outros designers e marcas de joalharia, e vai tentando desbravar caminho e encontrar um lugar confortável no mundo da joalharia de autor, que tem sido uma aposta crescente no nosso país; muito pelo trabalho feito pela PIN (Associação de Joalharia Contemporânea Portuguesa), que contribui com a divulgação do que de bom se faz em território nacional. Diana faz a sua contribuição no blog Dear Jewellery Lovers, onde tenta cativar o público divulgando várias temáticas sobre a joalharia contemporânea.

A criadora pretende que as suas jóias sejam um elemento de comunicação da personalidade, e reflictam o estilo e estado de espírito de quem as usa. Se se identifica com tudo isto, aceda ao blog ou à página do Facebook da criadora onde pode comprar as peças já criadas ou encomendar uma jóia à sua medida, (os preços podem variar entre os 10 e os 100 euros) e conjugue-as com uma das maiores tendências da próxima estação: os metálicos.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This