Dramaturgia espanhola e cinema romeno no Teatro da Cerca de São Bernardo

A nova temporada do espectáculo “Teatro Menor”, as duas Jornadas de Dramaturgia Espanhola Contemporânea, com a presença dos autores José Sanchis Sinisterra e António Onetti, e o Périplo Cinematográfico Romeno são os destaques da programação de Setembro do Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra.

A programação abre com a reposição do mais recente espectáculo d’A Escola da Noite, companhia residente e gestora do Teatro da Cerca de São Bernardo (TCSB). “Teatro Menor”, de José Sanchis Sinisterra, volta aos palcos da cidade para uma curta temporada de sete sessões, antes de partir em digressão pelo país. Todos os que não puderam assistir ao espectáculo em Julho podem agora conhecer as 13 peças breves que a companhia escolheu para a sua primeira abordagem à obra do autor espanhol. Com tradução, dramaturgia e encenação de António Augusto Barros, “Teatro Menor” (o mesmo título do livro que reuniu, em 2008, 50 textos “breves e brevíssimos” de Sinisterra) oferece ao espectador um conjunto de reflexões e perplexidades sobre a arte e a condição humana, a partir de situações aparentemente banais ou insignificantes – da venda de um apartamento a uma viagem de elevador, passando pelo mais famoso dos desencontros à sombra de uma árvore – e de uma visita ao interior do próprio fazer teatral, em que autor, actores e personagens se misturam.

Mais duas jornadas de dramaturgia espanhola

A estreia de “Teatro Menor” insere-se no ciclo dedicado à dramaturgia espanhola contemporânea, iniciado ainda em 2010 e que inclui igualmente um conjunto de leituras e conferências com nomes destacados do teatro que hoje se escreve e faz em Espanha. Para Setembro estão agendadas as jornadas dedicadas ao próprio Sinisterra (conferência e conversa com o público, no dia 14) e a Antonio Onetti (conferência na Faculdade de Letras no dia 27 e leitura, pelo elenco d’A Escola da Noite, no dia 28).

José Sanchis Sinisterra (Valência, 1940) é um dos mais originais e conceituados dramaturgos e encenadores espanhóis. Fundador do Teatro Fronterizo na década de 70, em Barcelona, e do Nuevo Teatro Fronterizo, em Madrid, em 2010, é também professor e tem dinamizado múltiplas acções de formação em Espanha, no resto da Europa e na América do Sul, sendo o principal responsável pela formação de gerações de escritores dramáticos no espaço ibero-americano. António Onetti (Sevilha, 1962) é autor de mais de uma dezena de peças de teatro, foi professor de Literatura Dramática e Dramaturgia na Escola Superior de Arte Dramática de Sevilha e orienta regularmente oficinas e seminários de escrita dramática e de guiões para televisão e cinema. Entre as suas obras, destacam-se e estão publicadas em Portugal “Puro Sangue”, “Marcado pelo Tiplex”, “Santíssima Apunhalada” e “A Rua do Inferno”. Esta última foi recentemente apresentada em Coimbra pelo grupo Bonifrates que, associando-se à presença do autor na cidade, volta a apresentar o espectáculo no seu espaço, na Casa Municipal da Cultura, no dia 28 de Setembro.

Cinema romeno

A partir de dia 12, e ao longo de quatro semanas, o TCSB acolhe ainda o ciclo Périplo Cinematográfico Romeno, que inclui a exibição de quatro dos mais significativos filmes recentemente realizados neste país, naquela que é chamada a “nouvelle vague” do cinema da Roménia.

Os filmes abordam as principais tendências da sociedade romena durante a ditadura de Ceausescu (1965-1989): a construção do “homem-novo”, o partido-Estado numa nova sociedade igualitária, marcada pela desvalorização, a subalternidade e a “não-existência”. O encontro com o aparelho repressivo do Estado, o controle da sexualidade feminina, a imaginação como fuga, a responsabilidade individual assumida nos momentos cruciais da revolução e a formação de uma memória colectiva sobre “o que foi” são apenas algumas das reflexões propostas pelos quatro filmes escolhidos pelas investigadoras radicadas em Coimbra Iolanda Vasile e Mihaela Mihai, responsáveis pela programação.

As quatro sessões agendadas têm entrada livre e são sempre seguidas de debate, com comentário inicial de investigadores do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Em paralelo, o ciclo inclui ainda o workshop “O conceito do jovem cinema romeno: um olhar diferente”, dirigido pelo cineasta Laurentiu Damian, professor na Universidade de Teatro e Cinema de Bucareste.

A iniciativa é uma parceria do Instituto Cultural Romeno com o Teatro da Cerca de São Bernardo e o Fila K cineclube, que acolhe o workshop na Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto.

“Os Bimbos da Arte Monocromática”

A fechar o mês e na transição para o último trimestre do ano, o TCSB acolhe a estreia do espectáculo “Os Bimbos da Arte Monocromática”, com texto e encenação de Ricardo Kalash. O trabalho, com interpretação de três jovens actores, ocorre na sequência do trabalho de formação artística que o encenador tem vindo a dirigir, há vários anos, no Grupo de Teatro da Liga dos Amigos do Museu Nacional Machado de Castro, nesta cidade.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This