“História da Ciência em Portugal” | Carlos Fiolhais

“História da Ciência em Portugal” | Carlos Fiolhais

Quando a Ciência nasce é para todos

Tendo por base um curso que Carlos Fiolhais leccionou e assumindo-se, de certa forma, como um prolongamento do livro “Breve História da Ciência em Portugal”, que escreveu em parceria com o Historiador de Ciência Décio Ruivo Martins, “História da Ciência em Portugal” (Arranha-Céus, 2013) pretende trazer a Ciência do pantanoso campo académico para o mais arejado terreno da divulgação, conquistando leitores que, à partida, não se interessariam pelo tema.

O autor começa por oferecer uma panorâmica dos vários séculos de Ciência entre nós, num livro que, para além da componente teórica, oferece ainda diversas ilustrações e fotografias, uma pequena cronologia e um pequeno dicionário de cientistas portugueses – ou estrangeiros que trabalharam no nosso país – para quem quiser mergulhar de cabeça mas com a ajuda de uma bóia de salvação no tema.

Olhando para a Ciência em Portugal como algo que se habituou a viver entre a luz e a sombra, Carlos Fiolhais centra-se no seu lado mais luminoso, que abarca, essencialmente, três períodos da história em que a Ciência mais se desenvolveu: entre o final do século XV e a 1ª metade do século XVI, nos reinados de D. Manuel I e D. João III; o século XVIII, correspondente ao Iluminismo europeu, que por cá abrangeu os reinados de D. João V e D. José e culminou com a reforma pombalina da universidade de Coimbra em 1772; a entrada de Portugal na União Europeia em 1986, que representou a multiplicação do número de cientistas, projectos e laboratórios.

Depois de nos apresentar algumas das causas que condicionam o pouco avanço da ciência em Portugal, Carlos Fiolhais leva-nos através de uma viagem de sete séculos, que atravessa os Descobrimentos, o Iluminismo, o Liberalismo ou apresenta figuras como Galileu, Einstein ou Darwin, da qual se sairá com uma enorme vontade de experimentação.

 

“História da Ciência em Portugal” faz parte da Colecção Âmbito Cultural do El Corte Inglés.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This