ninaz

Noite Xita este Sábado na ZDB

Música, jantar e feira.

Ao logo do último ano, a Xita Records impôs-se como um dos mais criativos e dinâmicos colectivos lisboetas. Seja na mostra de novos nomes para a música nacional ou na criação de colaborações com outros colectivos culturais da cidade, a verdade é que já é seu um espaço na lista de novas promessas e apostas da música portuguesa de hoje.

Este Sábado passam pela Galeria Zé dos Bois para aquela que será a sua segunda Noite Xita em Lisboa e que, entre as 16h00 e as 3h00,  contará com as actuações dos projectos do colectivo, uma selecção de convidados especiais, jantar e uma feira de fanzines.

Os bilhetes já se encontram à venda na na Flur, Tabacaria Martins e ZDB por 6 euros (compra antecipada) e €8 (no dia).

noite_xita

Ainda na aurora deste 2017, transportam-se as melhores memórias do ano transacto e apontam-se energias para o que aí vem. É esse o sentimento que crepita nesta que será então a 2ª Noite Xita por Lisboa, após uma estreia bem sucedida no espaço do Eka Palace, em Xabregas. De resto, o colectivo tem marcado uma presença regular com diversas apresentações seja em nome próprio ou em micro festivais urbanos. Na verdade, tendo em conta a sua curta existência e a tenra idade dos seus elementos, é francamente admirável a forma como têm erigido uma identidade e pertinência já inquestionáveis na vida cultural da cidade.

A importância vital da criatividade em todo este processo tem-se vindo a notar pela base de sinergias estabelecidas entre músicos, produtores e promotores – invertendo por vezes papéis e emprestando conhecimento em nome da criação do objecto artístico. A sua estreita ligação a outras jovens editoras independentes como a Maternidade e a Cafetra releva essa relação colaborativa tremendamente salutar e inspiradora

Nesta matiné de Sábado que se prolonga até de madrugada, são muitas as confirmações e surpresas reservadas. O festim arranca por volta das 17h00 com o concerto a solo de Lucía Vives, das Ninaz, logo seguida pela dupla Kerox & Gon, João Raposo, Quito, Coelho Radioactivo e os Sun Blossoms que encerram a primeira parte da noite. Depois de uma pausa para o jantar, a maratona é retomada com Grand Sun e a prata da casa representada por Primeira Dama, Veenho e Ninaz. Juntam-se ainda os convidados João Dória (Cafetra Records), o duo Afonso Simões e Miguel Mira, Migas e DJ NINOo para o encerramento das festividades. DJ Hipster Pimba e DJ Meiaz são os selectors de serviços entre cada concerto durante o período diurno. Aos gigs, junte-se ainda a apresentação da revista Cabeça, assinada por Simão Boucherie Mendes, uma vasta e colecção de fanzines para venda, piteu da autoria do chef João Raposo e Conselhos do tio Pedro.

Tudo sumado, trata-se de um convite absoluto para tomar pulso a um dos pólos dinamizadores lisboetas que mais encanto tem distribuído por aí. Para ver, escutar e celebrar em conjunto.
Fotografia do artigo da autoria de Vera Marmelo – Projeto Ninaz.


Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This