maxresdefault

“O Homicídio Perfeito – Um Guia para Boas Raparigas” – Holly Jackson

A verdade acima de tudo

“O Homicídio Perfeito – Um Guia para Boas Raparigas”, de Holly Jackson (Presença, 2021), é um empolgante mistério, para jovens e graúdos, tecido com todos os ingredientes certos para capturar o interesse do leitor até à última página.

Um assassinato abala Fairview e todos sabem quem é o culpado. Ou será que sabem?

Espero que o resultado final NÃO seja o ensaio que propus à Sra. Morgan. Espero que seja a verdade. O que realmente aconteceu à Andie Bell no dia 20 de abril de 2012? E se o Salil ‘Sal’ Singh não é o culpado, como a minha intuição me diz, quem a matou?

Para o seu livro de estreia, Holly Jackson soube tecer uma história interessante, um rodopio de ‘twists’ e ‘suspense’, um policial repleto de intriga, mentiras e segredos que uma vez descobertos podem provocar a ruína de muitas pessoas.

O livro tem várias surpresas pelo caminho, e algumas das situações descritas podem impressionar os leitores mais sensíveis. Aborda temas como violação, rapto, suicídio, entre outros, e alguns desses momentos são um pouco mais gráficos que outros.

Com muita atenção aos detalhes, a autora oferece ao leitor acesso ao caso como se o próprio leitor fosse Sherlock Holmes. Desde páginas com o progresso da investigação, ao diário de trabalho e as perguntas que a personagem principal coloca aos outros intervenientes, o leitor acompanha o raciocínio de Pip, enquanto tira as suas próprias ilações.
Este é o primeiro de três livros (publicados até ao momento), com Pip como personagem principal. Com início, meio e fim, pode ser lido como um livro individual.

Mas por esta altura já quase todas as pessoas aceitaram que ela morreu, embora o seu corpo nunca tenha sido encontrado. E porquê?

Por causa do Sal Singh.

Pip ainda se lembra de Sal e de como ele a ajudou em momentos difíceis. Sal era um jovem calmo, amável, como pode ter cometido um ato tão atroz como sugerem? Algo não bate certo e Pip toma a seu encargo esclarecer os erros e revelar a verdade, seja ela qual for, doa a quem doer.

Como tal, propõe investigar o caso e apresentá-lo como prova final de ano do secundário. Mas a tarefa não se avizinha fácil. O caso já tem 5 anos, ela não pode importunar as famílias e a população parece tudo menos interessada em ajudar.

Para eles, o caso está resolvido, o culpado foi apurado e a história deveria ficar como está.

Mas, porque têm tanta certeza da culpabilidade de Sal quando nem o corpo da presumível vítima foi descoberto?

A resposta é a mais simples de todas, preconceito.

Para Pip, muitas coisas não batem certo, não há corpo, ninguém se deu ao trabalho de investigar a fundo o caso e o suposto assassino suicidou-se.
Reunindo alguma coragem, e descaramento, aproxima-se de Ravi, irmão de Sal. Juntos vão decifrar as pistas e perseguir o culpado, mas o caminho está pleno de perigos e possíveis inimigos (alguns talvez mais próximos do que o esperado).

Ainda assim, alguém já percebeu que estou a aproximar-me da verdade, e essa pessoa está a começar a entrar em pânico. Alguém que me seguiu até ao bosque. Alguém que tem o meu número.

À medida que a investigação de Pip avança, as verdadeiras personalidades de alguns membros da população começam a saltar à vista, bem como os motivos que conduziram a determinadas atitudes que, de uma maneira ou de outra, podem ter afetado a investigação.

Quanto mais próxima da verdade está, maior o risco que corre. As ameaças intensificam-se, mas Pip é como um cão com um osso e não é fácil fazê-la desistir.

Sua cabra estúpida. Afasta-te disto enquanto podes.

Afinal qual é verdade? Terá Sal assassinado a namorada como sugerem? Seria Andie o anjo que todos a fazem parecer ser? Quem teria interesse em ver-se livre dela e porquê? E o mais importante de tudo, até onde irá o culpado para encobrir a verdade?

O Homicídio Perfeito – Um Guia para Boas Raparigas, de Holly Jackson é perfeito para os leitores que gostam de um bom mistério ao estilo de Um de Nós Mente, bem como dos apreciadores de séries policiais ao estilo de Twin Peaks. Segredos, mentiras e assassinato. Atrever-se-á a descobrir a verdade?



There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This