Sun Ra na abertura do ciclo “Are you for real?” na Cinemateca Portuguesa

Sun Ra foi um dos expoentes máximos doafrofuturismo, filosofia que marcou a sua obra musical e a sua persona. Por isso, o músico de jazz é ponto de partida deste ciclo que arranca com Space is the Place (1974), filme realizado por John Coney e interpretado pelo próprio Sun Ra. Aqui é percetível como o músico significou uma ruptura iconográfica com os modelos prevalecentes na época, o que se refletiu na sua ideia de resistência musical contra a violência racista. Com argumento do músico, em Space is the Place Sun Ra decide fundar uma colónia de afro-americanos fora da Terra. O filme será exibido amanhã, 4 de julho, na Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, na sala Dr. Félix Ribeiro, às 21h30.

Partindo nessa viagem afrofuturista para uma utopia queer, após a exibição do filme o espaço 49 da ZDB acolherá Berries, a Festa de Abertura deste programa. Tchuani, do duo Stitch & Tchuani, é o mentor destas noites que servem também como espaço para aglomerar ritmos hip hop, artistas queer, mulheres artistas e público queer.

No domingo, 5 de julho, o programa “Are you for real?” apresenta duas performances na Galeria Zé dos Bois. A norte-americana Vaginal Davis, radicada em Berlim, que já foi atriz do cineasta Bruce LaBruce, leva até ao Aquário da ZDB Sassafras Cypress & Indigo-Black screen images and the [e]motive notion of Freakiness, performance onde reflete sobre a sua experiência enquanto afro-americana e queer. A artista promete criar novas palavras a partir do nada, fazendo uso de noções de propriedade e realidade como “um elefante à solta numa loja de porcelanas”, nas suas palavras. A performance começa às 18h30 e é de entrada livre.

Logo de seguida, a ativista e artista Liad Hussein Kantorowicz, que já apresentou os seus trabalhos no Festival Transmediale de Berlim e no Kampnagel, em Hamburgo, apresentará a performance Running/the better Half, na qual faz referências ao blaxploitation e ao movimento Black Lives Matter. A performance começa às 22h00 e a entrada também é livre.

O ciclo “Are you for real?” Uma Viagem Afrofuturista do Blaxploitation às Utopias Queer Visuais e Sonoras prossegue até 11 de julho na Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema, Galeria Zé dos Bois, c.e.m.-centro em movimento e Fontória Blues Caffe & Dinner.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This