a9)))) apresenta “NADA EM COMUM 2011” – Exposição Colectiva no Ed. do Banco de Portugal em LEIRIA

Pelo segundo ano consecutivo, a partir de Sexta-feira, dia 08 de Julho, a exposição Nada em Comum apresenta, em Leiria, um conjunto de artistas plásticos que desenvolvem o seu trabalho conscientes da actividade criadora a que se propõem e tendo em consideração as dificuldades que esta encerra.

Estas dificuldades são muitas e das mais variadas origens. Para além das difíceis – mas indissociáveis questões ligadas ao propósito, ao significado e ao pensamento filosófico próprios da construção da obra artística, problematizações que são, no fundo, a origem da produção artística e que são, assim, impossíveis de separar dessa actividade – somam-se inúmeros obstáculos exteriores à actividade criadora, sobretudo a ingerência administrativa e económica (esta sim, evitável e perigosa) que dificulta a produção artística e atrapalha, verdadeiramente, o processo de trabalho dos envolvidos, dos artistas aos programadores, dos curadores aos técnicos de montagem, tendo estes, por vezes, que acumular funções, muitas vezes sobrepondo empregos e encargos.

Além da tão falada crise económica e política, atravessamos uma grave crise cultural e social que vai afastando as populações do contacto com as artes, minando o seu interesse e carinho por esta actividade tão engajada no conhecimento e na compreensão daquilo que somos.

Com o intuito de continuar o trabalho, consciente e responsável, desenvolvido até aqui, batendo com a cabeça nas paredes, rebolando por esta acidentada encosta que é a produção e programação das mais variadas formas de arte, a Célula & Membrana – Associação / colectivo a9)))), tenta apresentar, nesta exposição, as diferentes sensibilidades plásticas, a diversidade dos temas e a disparidade das linguagens possíveis no panorama da arte aberta à experimentação e ao contágio entre disciplinas, do vídeo à pintura, da fotografia ao desenho.

Nada em Comum é uma exposição que apresenta, de maneira informal mas com seriedade, acessível mas com honestidade, num esforço feliz, as propostas destes dez artistas, com percursos tão distintos, tentando aproximar as populações da realidade artística contemporânea.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This