“Akira”

“Akira”

Uma auto-estrada apocalíptica

O Festival de Animação Monstra voltou a invadir a cidade de Lisboa na passada quinta-feira e um dos maiores destaques do festival é a exibição de um dos maiores títulos de culto da animação japonesa que celebra agora 25 anos de existência, “Akira”, a épica saga futurista de Katsuhiro Ôtomo. Para os apaixonados pelo género, é uma grande oportunidade de ver e rever a obra-prima absoluta de Ôtomo que redefiniu para sempre a animação japonesa.

A história do filme começa em 1988 com a destruição de Tóquio, provocada por uma bomba atómica. Em 2019, a cidade é reconstruída como Neo-Tóquio e encontra-se numa crise política e social. Shotaro Kaneda é o líder de um grupo de motards que domina as estradas e assiste a um estranho acidente que envolve Tetsuo. As consequências do acidente darão poderes telecinéticos a Tetsuo mas há um ser bastante mais poderoso que Tetsuo: o misterioso Akira que poderá ser o responsável pela destruição de Tóquio. O futuro distópico de Akira foi fortemente inspirado por “Blade Runner”de Ridley Scott, que Ôtomo conseguiu incorporar na sua obra-prima.

Contudo, a história foca não só uma Tóquio futurista, mas também o conflito entre dois amigos que se tornam adversários, apesar de Tetsuo ganhar maior destaque quando se torna uma ameaça. Um dos pontos altos de “Akira” é o seu conceito visual, causando grande impacto nos admiradores e uma das maiores atracções é a fabulosa mota de Kaneda e a visão de uma Tóquio futurista. Após “Akira”, o género anime tem vindo a ganhar grande popularidade, inclusive na indústria de Hollywood que tentou, em vão, captar a visão futurista de Ôtomo. Há 25 anos que “Akira” mantém o seu poder e popularidade num género muito amado por vários fãs em todo o mundo. Katsuhiro Ôtomo é considerado um dos grandes mestres da animação japonesa juntamente com o mestre Hayao Miyazaki.

O Monstra comemora os 25 anos da obra-prima de um dos grandes nomes da animação japonesa que continua a captar a imaginação de admiradores por todo o mundo. Também poderão rever o anime mais brilhante, absorvente e hipnótico de todos os tempos, “Akira”, nos Cinemas São Jorge e Cinemacity Classic Alvalade.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This