rdb_nocampo_thumb

Convites duplos “No Campo”, de Martin Crimp (Encenação: Pedro Mexia)

Pedro Mexia estreou-se na encenação com uma peça que esteve em cena no Teatro Aberto. Qual?



2 CONVITES DUPLOS (7 E 21 DE JULHO) PARA A PEÇA “NO CAMPO”, DE MARTIN CRIMP (ENCENAÇÃO: PEDRO MEXIA) – TEATRO TURIM – 18:00




Envia NOME, DATA, BI e RESPOSTA.

Sinopse

Uma reportagem recentemente publicada na página da BBC deixava esta pergunta: «Parece que, na primeira década do século XXI, o sonho de fugir para o campo se tornou uma realidade para dezenas de milhares de britânicos urbanos. Mas ter-se-ão mudado de livre vontade ou viram-se forçados a ir embora?». NO CAMPO começou justamente na BBC, em forma de peça radiofónica, mas teve depois uma versão de palco.

Martin Crimp tinha tentado «destruir» a peça teatral clássica em trabalhos como Attemps on Her Life, e confessou que fez de NO CAMPO um exercício de «reconstrução» desse formato, revisitando, não por acaso, o tema favorito do teatro mainstream: o adultério burguês.

Richard, um médico, e a sua mulher, Corinne, mudam-se para o campo com os filhos (que nunca vemos). Tentam recuperar de vícios, evitar tentações, reconstruir a vida. Mas, um dia, Richard traz para casa uma rapariga, Rebecca, que diz ter encontrado desmaiada na estrada. E, subitamente, todas as intranquilidades da vida urbana invadem a tranquila existência campestre.

Em cinco diálogos que homenageiam a estrutura das tragédias em cinco actos, Crimp escreve ataques verbais rápidos, tensos, ambíguos, à medida que as personagens contam histórias, rememoram o passado, tecem hipóteses. A conversa é oblíqua, divertida, cheia de tensão sexual e ameaça, como nas peças de Harold Pinter. Crimp estuda o tema clássico da «infidelidade», não sem ironia quanto aos seus clichés, e invoca também o mito do idílio rural, tão presente na cultura ocidental, desde Virgílio aos poetas românticos ingleses. Mais tarde, o dramaturgo viria a escrever uma peça-gémea chamada The City, na qual se refere a Lisboa: «(…) we’d go off into little rooms – those funny little rooms they have in Lisbon – take some particular topic (…) and really put it apart (…)».

Regras:

– Os vencedores devem levantar os convites na bilheteira do respectivo Teatro até às 17:30.
– O levantamento deve ser efectuado pelo próprio vencedor, o prémio é pessoal e intransmissível
– Devem enviar-nos os seguintes dados: Nome e BI (para além da resposta)

Se tiveres problemas a participar no passatempo elimina os cookies e o histórico de navegação do teu browser e tenta de novo fazer o login. Se não funcionar envia a tua participação para passatempos@ruadebaixo.com. Indica no e-mail o teu username.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This