Inglês Tim Holehouse é cabeça de cartaz de primeiro dia de festival de jazz

Para quem diz que em Setúbal não se passa nada, eis mais uma novidade. Após o Festival de Música de Setúbal, o FUMO, o Ecos do Sado e o redezn-Vouz, eis o Círculo de Jazz Festival, um certame que, como o próprio nome indica, é dedicado ao jazz e às suas variantes. O festival decorre em dois fins de semana – 11 e 12 e 19 e 20 de Novembro – espalhado por três salas da cidade: o cinema Charlot no primeiro dia, a Capricho Setubalense nos dois seguintes e o Club Setubalense no último.

O primeiro dia tem o dedo da Experimentáculo. No auditório do cinema Charlot, os filmes dão lugar ao inglês Tim Holehouse, com a sua voz de crooner à Tom Waits e os ritmos compassados de um blues cubista. No mesmo dia sobem ao palco a guitarra portuguesa de Cipriano Mesquita, presente na última colectânea Novos Talentos FNAC, e o folk acolhedor do banjo e harmónica de Hell Hound, que lançou o disco de estreia em 2010 pela Experimentáculo Records.

No dia 12 de Novembro, na Capricho, é a vez do João Vítor Quarteto, liderado pelo baterista que acompanha Mazgani. Dia 19, no mesmo lugar, os setubalenses Logadogue Swing Project revivem o estilo manouche, o swing e o blues, antes do Trio Mário Delgado, um dos mais conceituados guitarristas de jazz português e elemento dos muito recomendados TGB. Por fim, a 20, no Club Setubalense, Filipe Melo regressa a Setúbal. Desta vez não para integrar o júri do Curtas Sadinas, mas para liderar ao piano o seu trio.

Há ainda workshops no último fim de semana com Mário Delgado e Filipe Melo.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This