“Labirinto de Osíris” | Paul Sussman

“Labirinto de Osíris” | Paul Sussman

Violência, abuso, falta de ética empresarial e terrorismo anticapitalista

Paul Sussman foi um autor de best-sellers, jornalista e arqueólogo, falecido inesperadamente em 2012, aos 45 anos de idade.

As suas novelas foram apelidadas internacionalmente como “a resposta inteligente ao código Da Vinci”, seja lá o que for que isso signifique.

Este “Labirinto de Osíris” foi a sua ultima obra publicada, ainda em vida, onde as temáticas abordadas e utilizadas são recorrentes de livros anteriores do autor: a zona geográfica do médio-oriente, as escavações arqueológicas, o deserto, são cenários indissociáveis a P. Sussman e aos seus thrillers policiais.

Neste “Labirinto de Osíris” (Bertrand Editora, 2014) seguimos investigações paralelas de dois detetives, a crimes separados temporalmente por oitenta anos de diferença mas que acabam por se interligar, arrastando ambos através de «uma sinistra rede de violência, abuso, falta de ética empresarial e terrorismo anticapitalista», atributos típicos de uma qualquer novela digna desse nome.

São 605 páginas que se querem emocionantes, dignas de quem aprecia o registo e não despreza um thriller policial no seu estilo mais característico.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This