LBX: Little Battlers eXperience

LBX: Little Battlers eXperience | Análise

Combates frenéticos

O estúdio Level 5 está de volta com mais uma adaptação de uma série infantil para o género RPG. Chama-se LBX: Little Battlers eXperience e transporta-nos para um futuro próximo, onde as lojas de brinquedos começaram a vender um novo tipo de produto com o nome LBX. Estes são robôs de combate em miniatura e a sua popularidade foi tão grande que, com eles, chegou uma nova vertente competitiva. Na história do jogo vamos acompanhar o jovem Van Yamano. Sem saber porquê, logo no início do jogo é confiado a Van um poderoso e ultra-secreto LBX com o qual , em conjunto com os seus amigos, terá de salvar o mundo.

O nível de dramatismo é enorme, é um facto e certamente que os mais novos se verão mais envolvidos com a história do que a malta crescida. No entanto apesar de me ter deparado com momentos que me fizeram rolar os olhos e franzir o nariz como o saber de um miúdo que por ter ficado sem o seu LBX nunca mais saiu de casa ou de outro que quase começa a entrar numa depressão até arranjar outro, enfim… a história é também capaz de oferecer momentos interessantes. Complementada com cinematics ao estilo anime e, diga-se, com óptima qualidade, a narrativa desenvolve-se a bom passo e nunca chega a aborrecer. Apesar de não trazer a opção de podermos jogar com as vozes em Japonês, algo que sempre prefiro quando se trata de um JRPG, não me senti nada defraudado com as vozes em inglês.

A acção do jogo tem lugar na cidade de Tóquio. É nela que a história se desenrola e é também nela que vamos completar uma série de quests paralelas à história principal que terão como recompensa itens especiais. Seja na escola ou nas várias ruas da cidade, vamos encontrar amigos que se irão juntar a nós mas também vamos encontrar ou desafiar quem queira lutar contra nós. E mais do que com a história é aqui que LBX realmente ganha vida: com as batalhas entre LBX.

Estas decorrem em pequenas caixas de cartão nas quais vamos encontrar diferentes campos de batalha ou arenas, se preferirem. Em combate a acção passa da tradicional câmara para a terceira pessoa e dispomos de uma total liberdade de movimentos em tempo real. Antes do combate são-nos indicadas as “Regulations” (Regras de Combate) e estas podem ser várias. Tanto podemos lutar contra apenas um adversário, como podemos lutar contra 2 ou 3. Além disso, os combates também podem ser à melhor de 3 ou de 5.

O nosso LBX tem ao seu dispor um vasto arsenal que poderá trazer para o campo de batalha. Espadas, lanças, escudos e pistolas são apenas a ponta do Iceberg e o mesmo acontece com as várias armaduras que poderemos encontrar. LBX: Little Battlers eXperience traz consigo um robusto sistema de personalização com cerca de 4000 partes, ou 130 conjuntos diferentes, que podemos equipar no nosso robô. Quando não estamos a combater além da manutenção do nosso robô vamos perder imenso tempo a criar o modelo que mais se adequa ao nosso estilo de jogo e, acreditem que com tanta variedade de equipamento, não vai ser difícil. Só é pena que aqui o jogo deixe de ser tão intuitivo, a personalização é imensa mas além das peças de armadura podemos também efectuar alterações que nos permitem ajustar as capacidades de defesa e velocidade de movimento do nosso robô. Isso implica, em LBX, uma série de secções, algo confusas, que teremos de desbravar e compreender se quisermos tomar total partido das capacidades do nosso LBX.

Os combates são frenéticos, depressa nos vamos aperceber que saber utilizar o cenário é meio caminho andado para o sucesso e carregar nos botões à toa é mais do que meio caminho andado para a derrota. Atacar, correr e saltar esgota a barra de Tension, esgotem-na na sua totalidade e desfrutem temporariamente de uma enorme redução do vosso poder de ataque e mobilidade. Assim, o nosso bom posicionamento é fulcral bem como saber quando defender e quando ripostar. Aprendam a gerir a vossa energia para que, na altura certa, possam desencadear poderosos ataques especiais. O combate de LBX: Little Battlers eXperience requer alguma prática mas a curva de aprendizagem não é tão grande como isso.

Não posso, no entanto, deixar de realçar que apesar da liberdade total de movimentos da qual dispomos em combate, podemos dar de caras com alguns problemas. No início não vão reparar nisso mas, em combates mais intensos onde as nossas acções em campo começam a ter um maior peso, o tempo que o nosso robô demora a recompor-se depois de um simples salto pode dar aso a reviravoltas indesejadas. A isso aliam-se algumas falhas na animação que igualmente comprometem a nossa precisão de movimentos e que acabam por nos levar a algumas frustrações.

Com tanto investimento na personalização do nosso robô é pena que a malta mais competitiva não possa desfrutar de um modo Online. Quem quiser exibir o seu LBX  terá de o fazer localmente no modo Ranked Multiplayer Mode e sabem o que isto significa. Se não tiverem ninguém na vossa área que jogue a este título, nunca saberão qual é a sensação de participar em frenéticos combates de três contra três na vossa luta pelo primeiro lugar do Ranking.

LBX: Little Battlers eXperience chega à Nintendo 3DS como mais do que um jogo para crianças. Apesar de ser demasiado dramática para a malta mais crescida, não deixa de fazer um bom trabalho ao oferecer uma narrativa envolvente e com um bom grau de desenvolvimento. No entanto é no combate que este jogo realmente brilha. As lutas de LBX são frenéticas sobretudo em equipas de 3 para 3 e apesar de alguns problemas técnicos não deixam de proporcionar uma boa experiência ao jogador. Se são fãs de jogos do género e se procuram um bom RPG focado em robôs ultra-personalizáveis não precisam de ir muito longe e talvez encontrem em LBX: Little Battlers eXperience os “Droids de que estão à procura!”  Desculpem mas não resisti…



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This