rdb_bigodemoustache_header

Mustache come back

Para muitos é cool. Para outros nem por isso. Estamos perante um mustache comeback?

Nos últimos anos os homens tem vindo a cuidar melhor da sua aparência facial, corporal e a preocupação com os seus pêlos aumentou. A barba, e principalmente o bigode, que antigamente era uma característica dos homens rurais, tornou-se numa tendência do homem moderno que habita nos centros mais cosmopolitas.

Em tempos o bigode simbolizava machismo e virilidade, exemplo disto eram os homens dos anos 70, que ostentavam o seu bigode orgulhosamente, sem o qual se sentiam fracos e desrespeitados. Durante algumas décadas o bigode foi deixado de lado, até porque com toda a evolução que a sociedade sofreu, foram surgindo conceitos como metrosexualidade, que levaram à completa abolição de pêlos, faciais e corporais, sendo considerados até mesmo inestéticos.

Já é sabido que a moda é cíclica, e que as tendência vão e vêm. O que hoje é moda, amanhã está out. Uma tendência forte começa numa poderosa subcultura de trendsetters, e o mediatismo do bigode veio assim abrir uma porta ao tão esperado mustache come back!

A vontade de ser diferente faz com que muitos homens mudem a sua aparência, vontade esta que aumentou com a crescente liberdade no trabalho, porque hoje em dia já quase ninguém é despedido pela aparência.

Nos principais centros de cultura alternativa como, Los Angeles, Londres, Milão, Paris e muitas outras cidade mundiais, nas ruas já se podem ver alguns anónimos a ostentar orgulhosamente os seus bigodes. Para muitos usá-lo pode ser divertido e cool, o que de certa forma é um forte indicador de coragem e estilo, uma vez que ainda são muitos os que do bigode fazem troça.

Após quase 30 anos de hibernação, o bigode vai voltar a estar na moda. Muitos recusam-se a acreditar, mas todas as condições estão reunidas para o come back do bigode. As figuras públicas são a fonte de inspiração da sociedade a todos os níveis, e neste momento está-se a verificar uma forte presença do bigode nos mais influentes ícones de estilo mundiais.  Era este o encorajamento tão ansiado para os que sempre o usaram, e para os que sempre quiserem usar, mas que por algum motivo lhes faltou a coragem.

Para além do factor mediatismo, existem movimentos e eventos como o Movember, originário na Austrália que se expandiu para vários países, desafiando os homens a deixar crescer o bigode durante o mês de Novembro, com o objectivo de angariar dinheiro para ajudar causas ligadas a problemas de saúde masculinos. Neste momento, em todo o mundo, mais de 200.000 participantes vão às Mo Parties fazendo regressar o bigode todos os invernos.

Contudo não é  só no inverno que os eventos de bigodes estão activos. Um pouco por todo o mundo são organizadas festa, nas quais o bigode surge como mote e é mesmo dress code obrigatório. Sejam homens ou mulheres os convidados aparecem, na sua maioria, vestidos e acessorizados a rigor. Com todos em pé de igualdade, o bigode deixa de ser motivo de gozo… só para quem não o deixar cair!

O bigode é ou não  é cool? Ambos! Não há algum estilo masculino com tanto poder como este. Este é mais um comeback retro a que se assiste. Mais do que moda, é uma atitude.



Também poderás gostar


Existem 5 comentários

Add yours
  1. MBrazao

    Gostava de não parecer parcial, mas de facto tentarei não ser.
    Tenho lido os comentários do Bruno desde o principio, e resolvi registar-me para comentar este porque, tal como os demais, parecem-me muito bem conseguidos.
    Confesso que a qualidade destes artigos me têm surpreendido pela sua qualidade, e embora não sendo eu um expert nesta área, acho que ele tem muito talento.

    No que diz respeito ao artigo e para quem gosta de acompanhar as tendências, estes artigos não só facilitam quem procura e gosta de estar actual, como também ajuda a não ter "vergonha" de aderir aos novos estilos ou ao reinventar dos mesmos.

    Por isso, e tal como outras "dicas" que me tem privilegiado, acho que também vou aderia ao famoso mustache.

    Thanks Bro

    MBrazão

  2. Joel Valente

    Bigode sim, mas o da sopa não!

    Mas atenção:
    apesar de alguns usarem, nem a todos fica bem. Please, tenham olhos na cara e sensibilidade.
    Apoio o regresso do mustache, mas apenas para o sexo masculino.

    Miudas, esqueçam lá isso :)

    (Como sempre, muito bom artigo.)

  3. Zanetti

    SErá que o mostache is back? Será que deixou alguma vez de estar em voga? Podemos ver esta questao do bigode de diversos prismas…Como é de conhecimento de muitos, o bigode era em tempos simbolo de masculinidade/virilidade/maturidade, e ainda hoje temos isso bem assente nos povos muçulmanos em que homem sem bigode nao é tido como tal pela sociedade.
    Será o regresso do bigode na sociedade ocidental um simbolizar do renascimento do antigo "macho latino" nesta sociedade em que o homem se preocupa cada vez mais com o seu aspecto geral, ao invés do passado em que o bigode seria a principal marca?
    Podemos levantar uma serie de questoes pertinentes, contudo, sou a favor do regresso de tudo…mas com estilo . Ponham esses bigodes de fora mas nao descurem o resto :)
    Belo artigo mano. Surpreendes-me sempre pela positiva.

    Abraço

    Bruno Zanetti


Post a new comment

Pin It on Pinterest

Share This