Não quero esperar. Op Art. 26 de Novembro

NÃO QUERO ESPERAR é um grito de revolta contra noites que começam tardíssimo, em que é preciso estar a fazer horas para dançar. É contra DJ’s com um ar chateado de morte à espera da hora de pico. É contra a ideia de que cedo não se consegue ter uma noite fantástica.

A 26 de Novembro, RAMPA, DJ berlinense da Keinemusik (provavelmente a editora que mais dá que falar em Berlim nesta altura) e Souvenir (dos Tiefschwarz), para além de edições e remisturas saídas em editoras como a Get Physical, International Deejay Gigolo (de DJ Hell), Rebirth ou Strictly Rhythm…

Com gigs em clubs como o Watergate, Weekend, Suicide Circus em Berlim, fins-de-semana consecutivos a tocar por toda a Europa e tours por Nova Iorque, RAMPA sabe perfeitamente o que está a fazer

Calapez
A relação de Calapez com a electrónica da Holanda começa com o disco que lançou em 2011 na Fortek, editora de Roterdão. O disco “Beta Blocker” é um mostruário de todas as direcções em que aponta – do techno duro ao minimal melódico com partes de house e outras francamente estranhas, mas sempre de olhos postos na pista. Neste ano actuou em Berlim, Colónia, Frankfurt, Amsterdão e Arnhem. Como toda a Lisboa, está farto de esperar pela hora de pico na pista, e por isso organiza esta noite. Tem dois discos novos a sair também na editora holandesa Fortek e quer mostrá-los.

2 ManGang
Pedro Beça e Fabrizio Reinolds  são “a” nova geração. Com um gosto impecável e transversal, esta dupla tanto faz noites contemplativas no bairro alto como os vemos a incendiar pistas no Souk ou no Lounge. No Op Art na primeira noite NÃO QUERO ESPERAR foram imparáveis e construíram o fantástico ambiente da noite. Esta é a vossa oportunidade para daqui a uns anos poderem dizer “eu vi-os no início!”. têm remistura a sair para o grande Eric D Clarke!

Como incentivo, no início da noite até às 2h30, 2 pessoas pagam 1 entrada, o que significa que cada par paga 10€ e tem uma bebida branca (não uma imperial, que para isso ficavam no Bairro…) de oferta. Depois das 2h30 cada pessoa paga 10€ de entrada, mas é oferecida na mesma uma bebida branca. Não há desculpas para vir tarde…

A música começa a tocar PONTUALMENTE à meia-noite.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This