rdb_nortefilme_header

Norte

Mais vale tarde do que nunca. Uma agradável surpresa nórdica que chega a Portugal com dois anos de atraso.

“Norte”, original Nord, relata a história de um homem solitário e a viagem que enceta pela Noruega, transportando o espectador por paisagens idílicas, a roçar o poético, em termos tais que aparentemente o que será simples, não o será assim tanto…

Em termos de sinopse, a história não será mais do que a de um homem, Jomar, ex-atleta de ski, com uma depressão tal, que se isolou do mundo e vive numa estância de ski. Rodeado de álcool, tabaco e televisão. Um dia sabe que é pai e aventura-se pela imensidão da neve, rumo ao norte.

Nessa viagem, a solidão de um homem, do qual não se sabe muito, mas que através de sucessivos encontros com personagens, acaba por se revelar, mais do que um homem deprimido, é um homem com uma vida vazia, sem muito para contar. E, talvez, seja esse toque de simplicidade que torna de “Norte”, um filme intenso q.b.: a narrativa afere-se mais pela expressão do(s) personagem(s), do que propriamente pelo conteúdo em si mesmo. Aliás, sendo um filme de encontros, como o é, talvez aquele que mais diz sobre todas as personagens, resumindo de certa forma o filme, acontece quando se conhece Ailo, um estranho homem que vive numa tenda, em cima de um lago congelado pelo rigoroso Inverno do norte da Europa. Vive amarrado a uma corrente, calmamente, à espera de algo…

Contudo, não se pense que, apesar da atmosfera depressiva e da degradação física que intensamente Jomar se afunda, juntamente com as idílicas paisagens, a roçar o lado poético de um road movie, “Norte” é um filme deprimente. Pelo contrario. As pitadas de humor, doseadas por situações caricatas, tornam de “Norte” um filme com um humor muito caricato, irónico e situacional.

“Norte”, ou a história da viagem da vida de um homem inócuo e deprimido, é uma agradável surpresa vinda da Noruega, que em termos cinematográficos pouco se sabe (ou pouco cá chega), cujo único senão é saber que se trata de uma produção de 2008, e que só em 2010 chega a nós.

“Norte”, realizador Rune Denstad Langlo, com Anders Baasmo Christiansen, Marte Aunemo, Lars Olsen. 78 minutos. Noruega. 2008. Estreia a 25 de Fevereiro em exclusivo no Cinema City Classic Alvalade



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This