Sessões Rock It com Funkieven e Fatima no Musicbox, em 24/9.

Rock It @ Musicbox, 24 de Setembro

Rui Murka, DJ Ride, Fatima & FunkinEven

Há uma inquietude no tempo que gera a necessidade de renovação. Há um novo olhar através do mundo que nos faz pensar sob diferentes prismas. Há sempre uma vontade de partir com o objectivo de encontrar o “sítio” das novas ideias; às vezes através de caminhos improváveis corporizando o desafio para determinar o modo de ver e ouvir.

Neste sentido de desfolhar, o colectivo ROCK IT não podia ter escolhido melhor mês para dar início às suas noites. Formado por Dj Ride, Rui Miguel Abreu e Carlos Quitério, ao qual se juntaram alguns amigos, entre eles Rui Murka e Stereossauro, concretizaram no dia 24 de Setembro, no MusicBox, a primeira noite que contou com Fatima e FunkinEven (Eglo Records – UK).

A mesma foi pautada por um prolongado aroma a Verão, agitação por todo o lado, cheirava a festa. Neste panorama, DJ Ride explica-nos que a ideia é oferecer a Lisboa uma dinâmica diferente da habitual: “queremos fazer várias noites e convidar pessoas cujo trabalho admiramos e que ainda não têm um grande buzz,  mostrar coisas novas e apostar em planos da música electrónica que ainda não rebentaram. Fatima e FunkinEven não são, ainda, nomes óbvios mas acredito que em breve serão the next big thing. Fazer noites destas, na atmosfera hype que se vive, é arriscado mas o objectivo não é massificar. É dar continuidade à cena urbana electrónica, Nu Soul, Nu Funk, Wonky, etc. Trabalhar com este colectivo é extremamente enriquecedor, mesmo não partilhando muita coisa e por vezes não estando por perto, estamos sempre em sintonia”.

As horas foram entrando noite dentro e após o jantar Fatima sai do restaurante com FunkinEven e esbracejando como se abraçasse a atmosfera, diz-me que, apesar de estar há poucas horas em Lisboa, adora a luz, as ruas, o movimento e sente-se confortável: “é louco aterrares num país diferente, só por uma noite. É estranho mas não deixa de ser interessante”.

Procurámos um sítio calmo para entrevistá-la e convido Stevie J aka FunkinEven a juntar-se à conversa (“He’s shy” – disse Fatima numa gargalhada) mas este preferiu ficar a digerir o muito português jantar e apreciar o tempo antes do dj set.

Fatima é mesmo a rapariga de “Warm Eyes” que Dâm Funk convidou para colaborar na música com o mesmo nome. Determinada, descontraída, afável, palpitante a discursar, enérgica ao transmitir o que sente em relação à música, distante de formalismos e envergonhada quando lhe digo que tenho os dois EP (“MindTravellin”, “Follow You”) e o “Floating Points Ensemble”, onde participa em «Post Suite».

Quando em Junho de 2010 escrevi sobre Fatima uma das coisas que destaquei foi o seu desejo de construir uma máquina do tempo para poder, com a idade que tem hoje, viver os anos 70 e 90 no seu auge. Continua a tê-lo mas disse: “não vou gastar a minha energia positiva a pensar numa coisa, ainda, impossível, nem ficar aborrecida por não voltar atrás. Talvez no futuro tenha dinheiro para construir a tal máquina”.

Falámos sobre as várias experiências em Estocolmo, onde nasceu, das suas raízes gambianas e senegalesas, dos vários ritmos que a acompanham e de quando chegou a altura de partir à descoberta de novos estímulos:

“Precisava de sentir uma nova inspiração, andar pelas ruas, experienciar outras coisas e conhecer pessoas diferentes”. Não foi só pela música que Fatima e a melhor amiga, depois de uma curta viagem de fim-de-semana a Londres, juntaram dinheiro, fizeram as malas e se instalaram definitivamente na capital inglesa.

“Conheci Alexander Nut, Sam Shepherd (Floating Points) e Stevie J (FunkinEven), estabeleceu-se uma grande cumplicidade ao ponto de os considerar família. Confio muito neles, somos muito amigos! Quando fui a Los Angeles conheci Shafiq Husayn onde colaborei em «Lil’ Girl» e depois Dâm Funk convidou-me para cantar «Warm Eyes». Foi uma honra, ele é muito generoso e uma pessoa maravilhosa” (disse entusiasticamente). Em 2008, participou na Red Bull Music Academy e somou novos amigos tais como Onra, Pursuit Grooves (Vanese Smith), Dj Ride, entre outros.

Somam-se também temas novos que serão lançados em 2012: “estou a gravar desde o início do Verão: sons diferentes, vai ser um mix de muita coisa… não podia ser outra maneira. Sou assim!” [ri-se]. Agradeci-lhe a música, a disponibilidade e “tudo e tudo”, ao que me responde: “I don’t take it for granted and I’m grateful!”.

E foi assim, airosa, que subiu ao palco do MusicBox depois de Rui Murka aquecer o espaço com a sua multiplicidade de ritmos. FunkiEven recebeu a estafeta e deu o mote oferecendo-nos «Innervisions» sob o foco de uma «Red Light» e entrando-nos na «Mind»… em suma, foi tudo muito «On the Go».

O remate foi feito pelo co-anfitrião DJ Ride que, energicamente, levou a pista ao rubro. Dançámos, suámos, cantámos e não soube a pouco porque em Novembro we’ll ROCK IT again, desta vez com Free the Robots! Fiquem atentos!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This