Vasco Duprat | “A Amante do Reizinho e outras histórias de D. Manuel II”

Vasco Duprat | “A Amante do Reizinho e outras histórias de D. Manuel II”

A vida deste rei dava uma telenovela

O último ano antes da queda da monarquia em Portugal não deve ter sido fácil para D. Manuel II. Com a República prestes a tomar as rédeas do poder, uma mãe autoritária e uma aversão natural aos bastidores da política, o último rei apenas parece ter ganho alguma cor quando pousou os olhos em Gaby Deslys, uma das mais célebres estrelas do mundo do espectáculo de então, que de certa forma induziu o Reizinho à rebeldia.

“A Amante do Reizinho e outras histórias de D. Manuel II”, livro de Vasco Duprat editado pela Oficina do Livro, conta de forma algo novelesca os últimos dias da monarquia em Portugal, tendo como pano de fundo o romance amoroso entre D. Manuel II e Gaby Deslys. Alvo de intensa bisbilhotice e imensa especulação, a história encheu páginas de jornais nacionais e estrangeiros. E, se o assunto morreu rapidamente em Portugal depois de a República se ter instalado, além-fronteiras foi centelha criativa para o surgimento de óperas, peças de teatro e outras manifestações artísticas.

Mas nem só de romance vive este “A Amante do Reizinho…”. O livro retrata diversas questões políticas, desde os governos de acalmação, inventados para suportar as já frágeis estruturas monárquicas, às guerras da restauração que tentaram fazer renascer a monarquia das cinzas.

A ida de D. Manuel II para Inglaterra é outro dos capítulos essenciais do livro. Livre do controle autoritário de sua mãe, depressa cultivou a reputação de bon vivant, mesmo com a carteira perto do esvaziamento e as críticas insurgentes dos monárquicos portugueses que, de longe, sentiam que D. Manuel II apoiava o estado republicano apenas para manter o seu estatuto de figura importante, alheado já da causa monárquica. Estado esse que, pela mão de Salazar, fez regressar D. Manuel II a Portugal – uma forma simbólica e muito categórica de acabar de vez com o sonho monárquico.

Escrito de forma satírica para com a personagem de D. Manuel II e a já fragilizada monarquia portuguesa, “A Amante do Reizinho…” apresenta-nos a História Portuguesa fora do âmbito enciclopédico e livre de pressupostos académicos. Como se avisa no prefácio, “este é… um livro de histórias e não ambiciona ser mais do que isso. A História, com maiúscula, é domínio reservado a quem tenha estudos feitos, provas dadas e obras publicadas”. Por vezes, nada melhor que uma abordagem descontraída para semear nos leitores a paixão pela História de Portugal.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This