Revista online sobre Cultura e Lifestyle
Edição Nº49, Outubro, 2009

Espaço Nimas

Fechou o Cinema abriu uma casa de espectáculos. Zé Maria é o responsável pela nova vida no Nimas e abre as portas para os artistas ocuparem o espaço.

Nasceu um novo espaço cultural na capital! Quer dizer …. não é exactamente um local novo e desconhecido mas a sua programação irá sofrer enormes modificações. O cinema Nimas, localizado na Avenida 5 de Outubro, no coração de Lisboa, deixou de exibir comercialmente filmes e iniciou uma nova etapa na sua vida. Inaugurado em Setembro com um concerto das “2 semicolcheias invertidas”, o Espaço Nimas é o mais recente pólo de intervenção artística da cidade e Zé Maria é o homem do leme que procura levar a sua aventura a bom porto.

O cinema Nimas foi, durante muitos anos, uma das mais importantes salas da capital e nos últimos anos, depois de renovado, tornou-se um bastião do cinema independente e de autor. “Estive fazer uma limpeza e encontrei dossiers de 1979 por isso este espaço existe pelo menos há 30 anos”, disse-nos Zé Maria. Embora a exibição comercial de filmes tenha sido a maior actividade do Nimas, o espaço albergou outros espectáculo e até serviu de palco para emissões de rádio como nos contou Zé Maria: “veio cá um rapaz que por acaso é encenador e disse-me que este espaço foi usado pelo Júlio Isidro para fazer a Febre de Sábado de Manhã”.

Filho de Paulo Branco, Zé Maria é uma pessoa extrovertida e com muita vontade de dar uma nova vida ao Nimas que considera ter sido “uma das melhores salas de Lisboa, com um grande ecrã e um som poderoso que nos colocava dentro do filme”.

Mas afinal que novo conceito é este?

“Ocupação do espaço. Ocupação da sala. A sala foi desertada pelo cinema e então o que estou a fazer é convidar os artistas a ocupar esta sala e simultaneamente o publico é convidado a frequentá-la, iniciando um diálogo com os artistas e entre artistas. Parece utópico mas é o que eu gostava de fazer. Gostava que fosse estabelecida uma ponte permanente.”

Como surgiu o projecto?

“Eu soube que o Nimas ia fechar, que a sala de cinema enquanto cinema não estava a funcionar e não tinha viabilidade. Como tenho contacto óbvio com o proprietário (risos) e achei que seria uma desperdício deixar este espaço ao abandono, começaram a surgir algumas ideias (…) Uma noite fui ver uma peça de teatro ao Ginjal e achei que uma peça como aquela devia ter um local onde pudesse ser apresentada regularmente. Comecei a juntar as coisas, arrisquei e fiz a proposta: «porque não utilizar o Nimas para fazer uma sala de espectáculos para mostrar dança, teatro, concertos …». Sugeri, o meu pai deu-me a hipótese de tentar explorar essa ideia e lancei-me na aventura sendo que as primeiras pessoas interessadas em inaugurar o espaço foram as 2semicolheias que eu já conhecia à algum tempo e é uma banda super disponível, que realmente tem a loucura de se lançar numa coisa que não está de todo estabelecida.”

Como vai funcionar?

“Vamos funcionar com espectáculos ocasionais, excepcionais e por datas. Não vamos ter uma programação definida. Começámos a 16 de Setembro, depois de 14 a 17 de Outubro vamos ter uma peça de Teatro de um grupo amador. Serão sempre espectáculos a baixo custo para permitir ao público mais curioso de não necessitar de gastar 10 ou 15 euros para depois assistir a um espectáculo que não gostam. Os artistas têm a possibilidade de apresentarem o espectáculo que bem lhes apetecer e vêm aqui com esta finalidade porque não vão ganhar muito dinheiro (risos).”

Propões ou recebes propostas?

“Estou a receber propostas e será assim que vai funcionar. A ideia é dar liberdade aos artistas para se exprimirem como querem mas vou ter que fazer uma escolha. Talvez tenha que ser eu à procura dos artistas e trabalhar com as respostas que obtiver e sobretudo pela comunicação que se estabelecer. Não vou apresentar aqui qualquer coisa. «Tenho uma banda de garagem e gostava de dar um concerto no Nimas». Calma aí, deixa la ver o que tens para dizer. (risos)”

Parcerias?

“Sim, adorava. Começo-me a aperceber que existe uma grande procura de espaços. Existem muitos artistas à procura de um local para apresentar os seus trabalhos. Já existe uma rede de associações culturais, de projectos de artistas que se associam. Já existem muitos projectos culturais que estão em funcionamento, ou seja, tenho interesse em associar-me com esses projectos e permitir-lhes a utilização do espaço”.

Um dos possíveis problemas deste novo espaço prende-se com a sua localização, longe das zonas mais agitadas da cidade. Para Zé Maria, esse problema poderá tornar-se numa vantagem porque a sua intenção é disponibilizar um espaço “complementar” aos existentes. “As pessoas podem passar por aqui para assistir a um espectáculo e depois decidir o que querem fazer da sua noite”, disse-nos.

Quem estiver interessado em entrar em contacto com o Zé Maria de forma a apresentar projectos e/ou conhecer melhor o Espaço Nimas pode fazê-lo através da página do Myspace (ver link externo) ou deixando um comentário neste artigo.



Comentários (5)
kidmarius
kidmarius
Outubro 22, 2009 @ 12:06:09
Obrigado pelo apoio ProfanArte, foi e é muito importante, sem o apoio n fazemos nada; podem ver os espectáculos que lá irão acontecer no facebook e myspace, em ambos está registado como Espaço Nimas. Já agora concordo q foi um ganda concerto de Duas Semicolcheias :), Abraço!
ZT
zt
Outubro 21, 2009 @ 14:34:36
excelente reportagem...excelentes fotos !!...belo texto....grande! gigante! enorme Zé Maria! Lisboa aos poucos renasce das cinzas!

e ja agora...mas que belo concerto de inauguração com os DuasSemiColcheiasInvertidas !! eheh
pmarques
pmarques
Outubro 21, 2009 @ 14:21:17
Acho que tens que ir espreitando o Myspace por enquanto. Se acompanhares as curtas da RDB vais tendo também informações.
resjoana
Outubro 21, 2009 @ 14:17:27
E em que meios é publicada a programação?
Obrigada.
profanArte
profanarte
Outubro 2, 2009 @ 11:56:21
Parabéns e muito obrigado, por não se ter assistido a outro funeral. Pouco mais tenho para dizer, por agora. Mas lembro-me que sempre que falo em Nimas com a minha Mãe, seu olhos brilham.

Tens de estar registado para fazeres um comentário ou

Redes sociais

  • Facebook
  • Twitter
  • MySpace
  • LinkedIn

PUB

Advertisement