2º Aniversário RDB

Nova electrónica nacional, dia 24 de Novembro no Lounge.

Já passaram dois anos desde que a rua de baixo iniciou as suas edições mensais. Dois anos repletos de trabalho, dedicação e empenho em prol da diversidade das propostas culturais e de uma abordagem mais clara dos temas. Quinta-Feira, dia 24 de Novembro, a rua de baixo vai estar presente no Lounge para celebrar o nosso segundo aniversário, ao lado dos novos projectos da música nacional, particularmente da electrónica.

A noite de 24 de Novembro será animada por dois projectos recentes da electrónica nacional: Phoebus e Polar. Para além destas duas actuações estará nos pratos o Dj Mário Valente e possivelmente um convidado surpresa. A entrada é livre.

Aqui fica o cardápio da festa:

Phoebus (às 23:30)

Phoebus é o alter-ego de Afonso Simões, músico português que também integra a dupla free-noise Fish and Sheep. Movido pelo seu interesse na música contemporânea, nas suas várias ramificações, começa a compor digitalmente em 2003, sobre o nome de Phoebus, a partir de instrumentos acústicos.

Em 2004, vê o seu EP de estreia ser lançado pela recém-criada Test Tube netlabel. Poucos meses mais tarde faz a sua primeira apresentação ao vivo no festival Elektronikaldia em San Sebastian, no País Basco, e desde então tem vindo a tocar em Lisboa, Porto e Coimbra.

A música que produz foi sofrendo mutações (assim como a própria maneira de viver e pensar o projecto) com o intuito de chegar ao ambientalismo puro, interesse central na obra de Phoebus (que tanto é criada pela manipulação de fontes orgânicas como de ondas puras/sintetizadas). Para esta actuação no Lounge, Phoebus preparou um set diferente do habitual, menos minimalista, mas mais não revelamos para não estragar a surpresa.

Polar (às 00:30)

De regresso ao Lounge estão os Polar, projecto de música electrónica constituído por Nuno Rosa e Ricardo Costa (autores, compositores e produtores). O objectivo assumido é a criação de novos conceitos de interacção musical a partir de experiências sonoras.

“Partimos de um princípio em que as formas musicais e as nossas influências são, à partida, as nossas bases de construção de ambientes sonoros. Começámos a construir este projecto com dois princípios, um de construirmos paisagens sonoras e o outro de as ilustramos. Estes dois valores são a nossa estética visual e musical”.

Esperamos que todos aqueles que gostam e se interessam pela rua de baixo possam estar presentes nesta noite de festa. A entrada é livre e a cerveja não é cara. A vossa presença é bastante importante para nós e para que eventos deste tipo possam acontecer com mais regularidade.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This