2011_07_20-abracos-header

Braga deu um abraço

Braga celebrou o Dia Mundial da Amizade, comemorado a 20 de Julho, aderindo à campanha de “Abraços Grátis”. A Avenida Central foi ocupada por voluntários da iniciativa que decorreu em simultâneo em Lisboa, Porto e Torres Vedras.

Jovens e adultos empunhando cartazes com a frase “Abraços Grátis” ofereceram abraços aos transeuntes que circulavam na Avenida Central em Braga. O evento, organizado através das redes sociais, espalhou-se por todo o país, decorrendo também na Baixa do Chiado, em Lisboa, no Parque Verde da Várzea, em Torres Vedras, e na Avenida dos Aliados, no Porto.

Procurando dinamizar “a maior campanha de abraços grátis em Portugal”, a organização do evento a nível nacional pretendeu chamar a atenção dos transeuntes para o “mundo globalmente mecanizado e frio”, propondo à comunidade o desafio de ser parado na rua e aceitar o abraço que é oferecido. ”Valeria a pena perder dez segundos do nosso dia para receber um reconfortado gesto de carinho”, realça a organização.

Braga recebeu, pela primeira vez, o evento a 25 de Junho de 2008, repetindo-se agora ao fim de três anos. Sónia Berdenhas, responsável pela iniciativa em Braga, realça que as redes sociais constituíram o grande motor de divulgação e angariação de voluntários, sendo difícil calcular o número total de voluntários a nível individual que participaram na campanha em Braga. “Tivemos também associações e colégios envolvidos”, refere a responsável, salientando a presença de grupos organizados no evento.

Organizada propositadamente no Dia Mundial da Amizade, a campanha de “abraços grátis” pretende, assim, agradecer gentilmente, com um abraço, o valor da amizade. “As pessoas deviam andar mais bem dispostas, mais sorridentes e olhar mais para os outros”, realça a responsável.

Associação “Anima com Riso” adere à iniciativa solidária

A Associação “Anima com Riso” levou jovens participantes na actividade “Férias com Riso” para a Avenida Central. Maria do Céu Teixeira, monitora e dirigente da associação, salienta que a entidade “não podia deixar de participar” na campanha, visto que “o riso também impulsiona muito os abraços”.

Os jovens voluntários, dos 8 aos 12 anos, mostraram-se motivados no desempenho da tarefa, distribuindo abraços gratuitos. “Estão muito animados para abraçar seja quem for”, sublinha a responsável.

Receando, ao início, a falta de receptividade dos transeuntes, os jovens voluntários “quebraram o gelo” ao distribuírem, “com muita alegria”, folhetos com informações sobre a iniciativa. De acordo com a responsável, os transeuntes que circulavam pela Avenida Central gostaram da  actividade. “Principalmente os mais idosos sentem e abraçam estas crianças como seus netos, como se fossem família”, concluí Maria do Céu Teixeira.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This