David Fonseca | “Seasons: falling”

David Fonseca | “Seasons: falling”

As 4 Estações de Fonseca

Já foi dito e mais de uma vez. Se David Fonseca tivesse nascido num País com uma rainha de pechisbeque ou num outro que tivesse um elefante como símbolo de um partido político, provavelmente encheria capas de revistas e jornais dedicados a esmiuçar a vida das estrelas do universo pop. Calhou ter nascido por cá, o que até nem será mau para podermos acompanhar de perto o seu percurso, desde os iniciáticos tempos com os Silence 4 até este ano em que decidiu editar “Seasons”, um disco a dois momentos que começou em Março com “Rising” e que, agora que as folhas começam a cair, encerra com “Falling”.

A segunda parte do quinto longa-duração de David Fonseca vive de orquestrações cuidadas, arranjos dedicados e uma sonoridade que, sem fazer grande alarido, absorve muito do espírito musical que se vai respirando mundo fora, resultando num disco com alguns momentos de pura delícia: «I`ll never hang my head down» abre com uma guitarra westerniana para logo valsarmos com o fantasma de Terence Trent D`Arby; «Monday, Tuesday, Wednesday,Thursday», com a voz de Mallu Magalhães por perto, oferece uma festa que evoca os tempos em que os I`m From Barcelona valiam realmente a pena; «All that I wanted», para além de uns coros discretos, pede emprestado uns sopros aos Beirut; «It shall pass», com a inconfundível e calorosa voz de Luísa Sobral, é o apanhar de canas antes de um imenso (e eterno) adeus.

Em 2012 David dá-nos a conhecer “as 4 estações de Fonseca”, que iniciaram com a electrónica e o rock a banhos de sol e mar e terminam, agora, com a melancolia e a arte de escrever e compor canções de corpo inteiro. Aguardemos pela próxima sinfonia pop.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This