rdb_dualsim_i01

Dual SIM

Dois cartões. Um telemóvel. Análise a dois dos mais recentes dispositivos Dual SIM no mercado

Em Portugal já existem mais telemóveis do que pessoas. Estatisticamente, cada português “activo” tem mais de dois telemóveis. A “necessidade” de ter dois números pode estar relacionada com a profissão ou ao grande número de chamadas efectuadas/recebidas, tornando-se mais económico ter dois contratos com operadoras de telecomunicações. Quem tem esta necessidade rapidamente ficou sem bolsos livres para colocar as chaves de casa ou teve que comprar malas maiores. Para além do espaço “físico” que ocupam, “manter” dois telefones requer ter dois carregadores e “aprender” a utilizar diferentes sistemas operativos. Para estes utilizadores existe uma solução: um telefone Dual SIM.

O conceito é simples: 1 aparelho; 1 sistema operativo; 2 cartões. É necessário escolher qual é o cartão “activo” para efectuar chamadas/enviar mensagens/etc mas é possível receber chamadas/mensagens em ambos os números.

Tivemos oportunidade de experimentar dois modelos DUAL SIM existentes actualmente no mercado, destinados a dois tipos de consumidores: o Nokia Asha 200 e o Samsung Galaxy Y DUOS.

Low Budget DUAL SIM

O Nokia Asha é um telefone “simples”. Adjectivar este telefone de smartphone não nos parece correcto. Utilizando a versão S40 do Symbian, o Asha não é indicado para quem procura um telefone recheado de funcionalidades. Por 99,90 euros, a Nokia oferece um telefone com teclado QWERTY, um ecrã de 2,4 polegadas, 10MB de memória interna expansível até 32 GB através de um cartão de memória. Embora possa parecer um pouco frágil devido ao seu peso (105g) e à sua estrutura de plástico, o telefone é bastante robusto.

Para quem está habituado a utilizar um smartphone, ao pegar no Asha parece que estamos a fazer uma viagem no tempo. Com exclusão das aplicações relacionadas com música (a existência de rádio é sempre positiva) tudo o resto é bastante “básico”. É praticamente impossível navegar online, os jogos são como o Snake com esteróides e a câmara é muito fraquinha. A aplicação de e-mail, sendo simples, é bastante utilizável e permite associar uma conta MSN ou Gmail como também qualquer outro endereço de e-mail.

A Nokia introduziu também uma aplicação chamada SOCIAL onde é possivel utilizar redes sociais como o Facebook e Twitter. É interessante ter uma aplicação agregadora destes serviços, mas mais uma vez a sua funcionalidade peca pela dificuldade de utilização.

Uma das características mais interessantes do telefone é a localização do segundo SIM. Para colocar o primeiro cartão é necessário remover a bateria mas o segundo SIM é colocado na parte lateral, facilitando assim a troca deste segundo cartão.

É importante referir que nos últimos dois anos temos utilizado exclusivamente smartphones com ecrãs táctei,s pelo que as dificuldades de utilização encontradas poderão ser bastante minoradas se já estiverem habituados a este tipo de telefones.

É igualmente necessário referir que a linha “Asha” da Nokia tem como target os mercados emergentes de África e Ásia, onde algumas das especificações que consideramos serem fundamentais iriam tornar estes dispositivos mais caros e menos atractivos para o consumidor.

 

PRÓS

Preço
Posição do segundo cartão SIM (lateral)
Bateria

CONTRAS

Sistema Operativo
Browser
Sem conectividade WI-FI

Dual SIM Android

O Samsung Galaxy Y DUOS é um dispositivo de “outro campeonato” e é injusto efectuar uma comparação directa com o Nokia Asha 200. Este telefone é a solução para quem pretende ter dois cartões/números e as funcionalidades de um smartphone. Dito isto, é importante referir que o Samsung Galaxy Y DUOS também não é comparável com os mais actuais smartphones Android e as suas especificações técnicas colocam-no a “meio” da linha Galaxy.

Esteticamente, o Samsung Galaxy Y DUOS é interessante. Leve, simples e agradável de utilizar. Este dispositivo tem como sistema operativo o Android 2.3 Gingerbread (quase de certeza que não será actualizado para a mais recente versão 4 do sistema operativo da Google – Ice Cream Sandwich), sobre o qual executa o launcher da Samsung -“Touchwiz”. Com um ecrã de 3.14 polegadas (resolução 320×240pxs), o telefone vem carregado com várias aplicações Samsung e existe uma loja própria de aplicações da marca coreana.

Com um processador de 832 MHz e 290MB de RAM, a performance não é brilhante. Algumas aplicações, e principalmente jogos como o mais recente Angry Birds (Angry Birds Space), demoram algum tempo a carregar e a navegação não é tão fluída como outros smartphones que já tivemos oportunidade de experimentar. A câmara de 3,15MP tem um desempenho razoável, mas o tempo entre captações é bastante longo.

Sendo um smartphone, é vital ter um tarifário de dados associado a um dos cartões. O Galaxy Y DUOS permite configurar qual o cartão que deverá ser usado para a utilização de dados. Para além disso, tal como acontece no Nokia, é muito simples trocar de cartão. Nestes telefones é fundamental saber qual o SIM que nesse momento está seleccionado porque, embora as chamadas, SMS e MMS possam ser recebidos em qualquer um dos números, ao efectuar uma chamada é utilizado o SIM que nesse momento está seleccionado. Para seleccionar o SIM é necessário efectuar um swipe no topo do ecrã abrindo a barra de notificações.

 

PRÓS

Todas as funcionalidades de um smartphone
Design
Preço competitivo

CONTRAS

Performance
Câmara
Não existe previsão de actualizações de software

Os telefones DUAL SIM existem para um tipo de consumidor muito especifico. Na realidade, a principal característica é a comodidade de ter dois números em apenas um dispositivo. Dito isto, estes dois telefones são duas excelentes opções. O Nokia Asha 200 é barato (99,90€) mas muito limitado. Poderá ser uma solução para quem está habituado a utilizar um teclado QWERTY e tem um orçamento apertado. Para quem pretende ter todas as funcionalidades de um smartphone Android (de gama média), o Samsung Galaxy Y DUOS é a solução. Obviamente que terão que ser gastos mais alguns euros (199,90€).

Uma dica importante. Se o objectivo é ter dois cartões de diferentes operadoras, certifiquem-se que compram um telefone desbloqueado. De uma forma geral, não faz qualquer sentido ter dois números da mesma operadora.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This