rdb_nokia808pureview_header

Nokia Pureview 808

Uma excelente câmara que também faz chamadas

Quando apresentado no Mobile World Congress deste ano, onde venceu o prémio “Best New Mobile Handset, Device or Tablet”, o Nokia Pureview 808 foi recebido com estupefacção. Por muito desenvolvimento que as câmaras dos smartphones tenham sofrido nos últimos anos, ninguém esperava que a Nokia apresentasse um telefone com uma câmara de 41 megapixels. Esta câmara utiliza uma tecnologia que a marca finlandesa desenvolveu durante muitos anos e que será utilizada nos Lumia 920 e Lumia 820 (com data de lançamento marcada para Novembro na Europa). O Nokia Pureview 808 não é um telefone, é uma das melhores câmaras compactas do mercado, que também pode ser usado como um smartphone.

Contudo, como smartphone este dispositivo deixa muito a desejar. Pesado (169 gramas), com um dos displays com resolução mais baixa do mercado – 360 x 640 pixels (o que não deixa de ser caricato sendo o dispositivo com a câmara com maior resolução do mercado) e uma performance fraca, este dispositivo não pode ser considerado como uma opção válida no mercado “topo de gama” de smartphones. Este baixo desempenho não está apenas relacionado com o hardware (1.3Ghz de CPU e 512MB de RAM) mas também com o sistema operativo, Nokia Belle, sucessor do Symbian OS, que poderá ser muito útil em dispositivos de “entrada” e em mercados menos desenvolvidos, mas que não pode ser comparado aos sistemas operativos da Apple (iOS), Google (Android) e Microsoft (Windows Phone).

 

O primeiro grande problema está relacionado com o capacitive touchscreen do ecrã do dispositivo que por vezes simplesmente não “responde”. Naturalmente que essa falha tem um impacto terrível na experiencia de utilização. Bastante limitado em número e qualidade de aplicações disponíveis na loja de aplicações (e estranhamente as apps pagas são bastante caras), o melhor do Nokia Belle é sem dúvida algumas as aplicações que fazem parte do seu cerne, nomeadamente os mapas e navegação.

De salientar ainda duas funcionalidades deste 808 que são bastante interessantes: a existência de um transmissor FM que permite definir uma frequência e utilizar qualquer rádio para reproduzir áudio do telefone; a possibilidade de conectar o telefone por HDMI a um outro dispositivo. Com outros dispositivos é necessário adquirir um acessório/cabo.

A possibilidade de expandir a capacidade de armazenamento (16GB internos) através de cartão de memória é fundamental. Para usar e abusar da excelente câmara é preciso ter espaço para guardar as imagens, que com 41MP de sensor podem ocupar bastante espaço.

Surpreendente, deslumbrante, estonteante… a Nokia matou o “grão”

Escolhe o teu adjectivo favorito e aplica-o à câmara do PureView 808. A qualidade de imagem não tem concorrência. Em 5 megapixels a câmara PureView oferece as imagens mais detalhadas e naturais de qualquer cameraphone. Para além disso, é capaz de disparar, com 38 megapixels, imagens que correspondem ou excedem a qualidade da maioria dos smartphones.

 

Antes de avançar, é provavelmente uma boa ideia “quebrar” todos os números de megapixels que cercam este aparelho. Existem cinco diferentes “padrões” de resolução que se pode utilizar e ainda o “sensor de 41MP”. Apesar da resolução de 41 megapixels não estar disponível, a Nokia permite que se tire fotos em 38 ou 34 megapixels, em que a diferença nesses dois tamanhos é a forma como a imagem é cortada – as imagens maiores estão em uma relação de 4:3 e as ligeiramente menores, de 34 megapixels, são em 16:9. Até aqui nada fora do ”convencional.” Onde a tecnologia PureView entra em acção é quando se utiliza uma das outras três opções de resolução – 8, 5, ou 2 megapixels – com tecnologia oversampling da Nokia. Numa imagem de 5 megapixels, isso significa captar com 41 megapixels e utilizar dados de sete pixels adjacentes para informar a cor de um. Quanto mais informações de cada ponto, maior a probabilidade para reproduzir fielmente a imagem que se tenta capturar, enquanto que simultaneamente se deduz os erros de processamento digital que se manifestam na forma de grão. Com esta tecnologia a Nokia “matou o grão”.

Fotografia tirada com 38MP (clicar para ampliar)

 

Para além do oversampling o PureView 808 tem capacidade para efectuar zoom sem perdas. Ao gravar vídeo ou captar imagens, basta fazer um gesto pinch-to-zoom para aumentar o zoom na imagem sem degradar a qualidade. Este zoom pode ser controlado através dos botões de volume ou deslizando o dedo para cima e para baixo na tela. Ao contrário do zoom digital convencional, o método da Nokia não faz upscale da imagem. O 808 efectua o zoom cortando a área do sensor. Isso significa que utilizando o zoom máximo deixa de ser efectuado o oversampling, o que resulta numa pequena penalidade em condições de pouca luz, mas não deixa de ser a melhor implementação com zoom óptico. Ao fotografar em 5 megapixels é possível fazer zoom de 3x enquanto que com o vídeo a sua liberdade se estende até 4x em 1080p e 6x em 720p.

O PureView 808 estende a tecnologia oversampling para gravação de vídeo – na ordem de 16 pixels por um “superpixel” – e os efeitos são claros. A qualidade do vídeo captado por este telefone não é menos impressionante do que fotografias. A configuração padrão é 1080p a 30fps, com bitrate medio de pouco menos de 20Mbps. Isso significa que a Nokia também comprime pouco o vídeo, uma boa ideia quando se têm imagens tão detalhadas para mostrar.

Para além das várias opções de configuração da câmara, a mesma poderá ser utilizada em modo automático e também num modo de “Cenas” bastante semelhante ao que pode ser encontrado nas máquinas fotografias compactas (e não só).

Conclusão

Podemos considerar o Nokia 808 Pureview como uma prova da inovação e avanço tecnológico da Nokia ao nível do processamento de imagem. Esta tecnologia será usada nos novos modelos Lumia e com este 808 a Nokia deixou bem claro que dificilmente terá concorrência nessa vertente. Sem dúvida que a câmara é um factor diferenciador deste telefone mas quase tudo o resto não está ao nível (nem perto) de outros smartphones de “topo” e que se encontram à venda em Portugal pelo mesmo valor.

O Nokia 808 Pureview está à venda livre de operador por 649,90€ (branco e preto), na TMN por 599,90 sem vinculação ou a partir dos 299,90€ com 2 anos de contrato.

Prós

– A fantástica câmara
– NFC e Transmissor FM integrado
– Mapas e Navegação

Contras

– Sistema operativo
Design
– Preço

PS: Após a nossa análise foi lançado um update que permite uma maior customização das diversas opções da câmera e uma fácil partilha das imagens, para além de outras melhorias no sistema operativo



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This