rdb_fa1_header

F/A1

Video-Arte comissariada por Konstantinos Menelaou na Wrong Weather.

Konstantinos Menelaou apresenta uma figura tão singular quanto o seu discurso. Acolhe-nos com uma simpatia invulgar e um tímido aperto de mão que em nada se coaduna com a sua postura extrovertida. Com uma carreira já consolidada enquanto artista, é como curador que traz à cidade do Porto uma exposição controversa, apresentando o conceito do fashion film inserido na vídeo-arte, através de uma selecção criteriosa de curtas-metragens que exploram a estética de forma provocatória e inovadora.

Foi através de Sérgio Cruz, também ele video-artist, que Kontantinos conheceu João Pedro Vasconcelos, dono da Wrong Weather. Surgiu assim a oportunidade de introduzir uma vertente visual ainda algo desconhecida do público Português. Com nomes como Tarryn Gill & Pilar Mata Dupont, António da Silva, Phillip Neil Martin ou Stavro Christo Vlachakis a figurarem num programa que se divide em duas partes, a escolha dos artistas, para além da contextualização da exposição propriamente dita, parte da necessidade de comunicar, de dialogar: “Gosto de encontrar bom trabalho para partilhar com os outros, partilhar ideias”. O curso de fotografia de moda, que iniciou mas não terminou, incutiu-lhe ainda mais o gosto pela estética, questionando-o sobre “como se consegue colocar estética e estilo em algo”. A vídeo-arte veio dar-lhe essa resposta: a conjugação perfeita entre significado e estética, pois “só porque algo é belo não quer dizer que não tenha conteúdo”.

Os fashion films, enquanto parte da vídeo-arte, “exploram um lado mais controverso, sexual, utilizam a moda de uma forma diferente, mais experimental do que comercial” e, sendo um género que começa agora a despoletar, permite “que ainda possamos criar as nossas regras. Está a acontecer agora, neste preciso instante”. Influenciado por filmes de terror, Pop, experimental “e algum porno”, pretende, com a F/A1, gerar alguma controvérsia e discussão mas, sobretudo, expor o público ao fashion film de uma forma mais desafiante e experimental do que através de uma vertente comercial, “mais progressivo, mais agora”. “As pessoas devem vir preparadas para algo diferente, nada tradicional”.

Em dois programas distintos, a primeira parte está assegurada por:

Kathryn Ferguson – Hymn of the Haruspex
Stavro Christo Vlachakis – Sylvan Duck
Antonio da Silva – Mates
Maya Nightingale – Franzmadonna
Stavro Christo Vlachakis – Ghond
Socrates Mitsios & Actually Huizenga – Softrock 1
Madaleine Trigg – Sutre
Phillip Neil Martin – Cocoon
Socrates Mitsios & Actually Huizenga – Softrock 2
Tarryn Gill & Pilar Mata Dupont – Lament of the Argentine Military

Já a segunda parte está a cargo de um filme com cerca de 32 minutos, realizado por Joe Lally e com a participação de Daphne Guiness. Konstantinos diz-nos que este filme “demonstra que algo que inicialmente seria um anúncio comercial pode muito bem transformar-se num fashion film, em arte a ser exibida numa qualquer galeria. É um filme muito controverso: ou se ama ou se odeia. E é nisso que está o interesse”.

A visitar até 3 de Dezembro na Wrong Weather.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This