rdb_susesotaladro_header

Fitei pára o trânsito 

Companhia de Teatro Gestual do Chile faz "Su-SESO" na zona histórica do Porto.

Ainda não eram três da tarde e já se podiam ver dois homens de caras pintadas, narizes falsos e voz de corneta de palhaço a parar o trânsito junto à estação de S. Bento. A Companhia de Teatro Gestual do Chile abria assim o FITEI com o espectáculo “Su-SESO Taladro”. Durante 45 minutos, Christian Casanova e Paulo Argandoña pararam o trânsito, provocaram condutores e transeuntes e fizeram rir toda a gente que assistia.

Os palhaços obrigam os carros a parar de mão erguida, ajoelhando-se e atirando-se para cima do trânsito, entram em táxis e autocarros, “roubam” mercadoria de transportadores e chegam mesmo a simular um carjacking. Sempre rápidos no improviso, não se detiveram sequer quando chegou a polícia, que não tinha sido avisada da performance. A multidão que se juntou para os ver reagiu: vaias e insultos dirigidos ao agente ouviram-se durante os minutos que demorou a esclarecer a situação com a organização do FITEI.

Ao que a Rua de Baixo conseguiu apurar junto de fonte da organização, a Câmara Municipal do Porto esqueceu-se de comunicar a realização da performance à polícia. Os chilenos, esses, continuavam a entreter a multidão. Alguns condutores obrigados a parar não reagiam tão bem e houve mesmo quem se chateasse, mas os dois mimos não se deixavam abater.  A verdade é que a maior parte dos abordados acabava por entrar na brincadeira e ajudar à festa. No meio da multidão, as pessoas apoiavam os palhaços: “A gente com isto até esquece a crise” e, para os condutores que se impacientavam, muitos atiravam “São só uns minutos, tenham calma”. Muitas palmas e muitos risos, mesmo de quem não sabia que “aquilo” era o Fitei a começar, com o pé direito.

Fotografia de Susana Neves (FITEI)



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This