2

Nintendo Switch | O que sabemos até agora

Vem daí Nintendo Switch, estamos à tua espera!

Na madrugada de Sexta, a Nintendo realizou uma nova apresentação onde divulgou mais detalhes e informações sobre a sua nova consola: a Nintendo Switch. Depois de ter sido (finalmente!) revelada no mês de Outubro do ano passado, ninguém lhe conseguiu ficar indiferente e mais perguntas foram levantadas. Ficámos a saber que será lançada em Março deste ano mas quando, quanto irá custar e quais serão os jogos que a irão acompanhar? A resposta a estas e muitas outras questões chegou, então, nesta nova apresentação e caso não tenho conseguido assistir (não censuramos ninguém, afinal de contas eram 4 da manhã) podem assistir a tudo no vídeo em baixo. Os mais preguiçosos ou a malta com menos tempo, não saiam daí, façam scroll-down que ainda assim vamos tentar resumir tudo para que não vos escape nada! Vamos lá então falar sobre a Nintendo Switch.

A apresentação da Nintendo começou da melhor forma, pondo de lado as duas perguntas mais frequentes e que se prendiam justamente com a data de lançamento e o preço da Consola. Fiquem então a saber que a Nintendo Switch ficará disponível no dia 3 de Março deste ano. Já no que diz respeito ao preço, na apresentação foi indicado que a consola irá custar cerca de 300 dólares, por cá está colocada à venda por cerca de 330 Euros, como podem confirmar por exemplo na Fnac de Portugal.

Alguns podem franzir o nariz mas o facto é que esta é uma consola que se prepara para mudar a forma como jogamos em casa e exemplo disso são os três modos de utilização que nos oferece. Pode ser ligada a uma TV – tirando partido de uma resolução de 1080p – em casa, mas pode imediatamente transformar-se numa consola portátil, graças ao ecrã de 6,2 polegadas – baixando aqui a resolução para os 720p. “Pela primeira vez, os jogadores terão a oportunidade de usufruir de uma consola de utilização primariamente doméstica em qualquer altura e em qualquer lugar.”Ainda sobre este ecrã, saibam que para certos jogos podem contar com funções tácteis. Em termos de espaço de armazenamento contem com 32 GB, um valor expansível mediante cartões microSDHC ou microSDXC.

A portabilidade da Nintendo Switch é sem dúvida um dos grandes pontos a seu favor e a Nintendo fez questão de elaborar um pouco mais sobre esta funcionalidade. Em termos de bateria, os jogadores podem vir a desfrutar de mais de seis horas de autonomia mas, claro, este é um valor que irá oscilar de acordo com o que estivermos a jogar ou o uso que lhe estivermos a dar. Com The Legend of Zelda: Breath of the Wild, por exemplo, podem contar com cerca de três horas de bateria. “Já fora de casa, a Nintendo Switch poderá ser carregada ligando o carregador ao conector USB Type-C.”

Tanto como a consola, também os novos comandos que agora acompanham a Nintendo Switch, os Joy-Con deram imenso que falar. O seu peculiar formato aliado à muito bem executada forma como ajudam à transição do formato doméstico para portátil não escapou aos olhos de ninguém e só nos deixou com vontade de saber mais sobre estes periféricos. Ora bem, tal como já tínhamos visto “os dois comandos poderão ser utilizados de forma independente em cada mão ou funcionar como um só comando quando encaixados no suporte.” Em jogos para dois jogadores, cada jogador pode ficar com um comando, “uma vez que cada Joy-Con conta com botões e será capaz de funcionar de forma autónoma. Igualmente, cada um inclui um acelerómetro e um sensor de movimentos, o que possibilitará o controlo por movimentos esquerdo e direito de forma independente.” À primeira vista, são iguais mas existem diferenças que os distinguem e que farão com que a nossa experiência com a Nintendo Switch seja mais interactiva. Por exemplo, no Joy-Con esquerdo podemos encontrar o botão de captura com o qual podemos captar e partilhar imagens do jogo. Ficámos também a saber que posteriormente virá a ser possível gravar vídeos da nossa jogabilidade, o que será algo que virá a ser discutido no futuro. Já no Joy-Con direito, será aí que iremos encontrar o ponto de contacto NFC que permitirá a interação com as nossas figuras amiibo.

O Joy-Con direito faz-se também acompanhar por uma câmara de infravermelhos “capaz de detetar distâncias, formas e movimentos de objetos nas proximidades em jogos compatíveis”. Há no entanto uma característica partilhada por ambos estes comandos que é a inclusão de um sistema de vibração em HD! Nas palavras da Nintendo, irá proporcionar ao jogador “sensações subtis que se revelarão mais realistas do que nunca. O efeito será tão detalhado que um jogador poderá, por exemplo, sentir a vibração de cubos de gelo individuais a colidirem dentro de um copo ao agitar um Joy-Con. Com a vibração em HD, será possível alcançar um nível de realismo impossível de atingir apenas através de imagens e sons.” Falando em preços, o preço de cada um destes Joy-Cons ronda os 49,99 dólares cada, ficando o conjunto a rondar os 79,99 dólares, com a cinta de segurança incluída mas aguardemos o preço oficial em euros. Em termos de acessórios, já foi anunciado o adaptador para volante e também o regresso do Pro Controller que, agora renovado e adaptado para corresponder às funcionalidades da Switch, custa cerca de 69,99 dólares. Foi também anunciada a capacidade de podermos comprar outras docas para que possamos deixar a consola a carregar noutras áreas da casa ou até mesmo em outras residências. Cada doca traz incluído um carregador e um cabo HDMI e custa cerca de 90 dólares.

Mas vamos ao que realmente vos trouxe aqui: os jogos. Aquando do revelar da Nintendo Switch, em 2016, foi confirmado que várias editoras como a Activision, a EA, a Take 2, Ubisoft, Bethesda e até outros estúdios japoneses, iriam colaborar com a Nintendo Switch. Esta colaboração irá traduzir-se na chegada de títulos como FIFA, The Elder Scrolls ou NBA 2K, todos eles sem qualquer bloqueio regional.

Nas palavras da Nintendo “as capacidades únicas da consola e dos Joy-Con combinam-se com as tecnologias de plataformas anteriores para darem origem à consola mais flexível e completa de sempre. Isto é demonstrado pela ampla variedade de jogos únicos que serão lançados não só em Março como durante todo o ano de 2017, da autoria tanto da própria Nintendo como de estúdios de desenvolvimento externos.”

Quanto aos jogos que acompanharão o lançamento da Nintendo Switch, The Legend of Zelda: Breath of the Wild (trailer em cima), tão mencionado por nós e ao mesmo tempo tão aguardado, irá juntar-se a Just Dance 2017, Super Bomberman R que anuncia o regresso desta clássica e explosiva série, Skylanders Imaginators e 12 Switch ideal para quem quiser conhecer de forma bem divertida todas as capacidades que esta nova consola da Nintendo tem para oferecer. Mas as novidades prometem não ficar por aí.

Tal como já foi mencionado, ao longo de 2017 são vários os jogos que irão sendo lançados e que irão complementar e consolidar a biblioteca da Nintendo Switch. Em baixo podem ver uma imagem mais detalhada que resume muito bem estes lançamentos e assistir a um vídeo que reúne momentos com a jogabilidade de muitos deles. O destaque cai sobretudo sobre Splatoon 2 que chegará algures no verão deste ano que continua a mostrar-se irreverente como nunca, trazendo agora novos cenários e um novo leque de armas. Xenoblade Chronicles 2 mostra que este será um bom ano para os amantes do género JRPG e, claro, Super Mario Odyssey, que será lançado no final deste ano, não irá escapar aos olhos de ninguém.

Os mais competitivos que se queiram reunir Online terão de o fazer mediante um novo serviço Online que irá entrar em vigor algures no Outono deste ano. Até lá, os jogadores poderão desfrutar de um período de experimentação. Ainda não se sabem os custos destes serviços, apenas o que este acarreta e o que oferece. Em baixo, podem encontrar uma imagem mais detalhada sobre este serviço.

Como podem ver na imagem, muito à semelhança do que acontece com a Xbox e PlayStation, os subscritores deste serviço terão acesso à vertente online dos seus jogos e a componentes que lhes permitirão reunir-se e conversar com amigos. Para além disso, terão também acesso a promoções exclusivas e poderão fazer download de um jogo clássico da NES ou SNES. Só que ao que tudo indica, o acesso a este jogo mensal estará restrito a esse mesmo mês. Terminado este período se quiserem continuar a jogá-lo terão de o adquirir. Se assim for, esta é uma medida que está a colocar muitos jogadores de pé atrás, vamos aguardar pelas palavras da Nintendo sobre este assunto.

E chegámos ao fim, com tudo isto resta-nos concluir que Março não podia estar mais longe e mal podemos esperar para dar as boas vindas à nova consola da Nintendo. Um passo em frente no futuro e que com alguma ousadia à mistura promete mudar a forma como encaramos o consumo doméstico de videojogos. A fácil transição entre o formato doméstico e portátil é sem dúvida aliciante e mal podemos esperar para constatar essa mesma fluidez na prática. O mesmo se pode dizer para Breath of de Wild que finalmente se confirma como um título de lançamento da nova consola da Nintendo. A nova entrada na série The Legend of Zelda promete mesmo ser uma lufada de ar fresco no género RPG e cá estaremos para falar sobre ela. Depois de um ano de 2016 no mínimo atribulado, 2017 começa da melhor forma! Vem daí Nintendo Switch, estamos à tua espera!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This