“O Preço da Desigualdade” | Joseph E. Stiglitz

“O Preço da Desigualdade” | Joseph E. Stiglitz

A esperança é vacilante

Josep E. Stiglitz é professor de Economia na Universidade de Columbia (Estados Unidos). Em tempos foi vice-presidente sénior do Banco Mundial e, no ano de 2001, venceu o Prémio Nobel da Economia, tendo também levado para casa a Medalha John Bates Clark.

Com a crise à porta de muita gente e o neoliberalismo instalado confortavelmente no sofá, de roupa interior, os pés em cima da mesa de apoio e uma cerveja por companhia – como que querendo dizer que está aí para ficar de vez -, Stilitz escreveu em 2012 “O Preço da Desigualdade” (Bertrand Editora, 2013) que conheceu, este ano, uma segunda edição com novo prefácio e direito a edição portuguesa.

Apesar de estar mais centrado no universo norte-americano, a crítica e a análise que Stiglitz faz da questão da desigualdade transporta-se facilmente para o actual cenário europeu, cuja contaminação é feita por vírus e alergias económicas da mesma estirpe. Acaba por ser um olhar sobre a explosão da desigualdade em ambos os lados do Atlântico.

O livro, que desde já se recomenda a todos aqueles que nos têm andado a atirar para um buraco sem fundo – e, também, para aqueles que nos possam de lá tirar -, aponta sem medo os maiores falhanços do sistema económico em que respiramos – os mercados e o sistema político -, criticando as políticas económicas que têm sido implementadas qual ideologia.

Com uma linguagem que consegue mostrar o mundo económico de forma clara e sistematizada, “O Preço da Desigualdade” aponta a austeridade como um condutor exímio para uma recessão ainda mais profunda, quebrando também mitos como aquele de que devemos celebrar a riqueza das elites do topo porque todos beneficiamos dela – e que tem sido usado para manter baixos os impostos sobre os grandes ganhos de capital. Afinal, no que toca às pirâmides em tempos de crise, apenas o meio e base têm sofrido a erosão da História. Haverá tempo para mudar de rumo, nestes dias em que a esperança é vacilante? Uma excelente reflexão sobre a economia moderna.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This