418562

Cannes

Os vencedores e as estreias em Portugal

“I, Daniel Blake” de Ken Loach foi o vencedor da Palma de Ouro da 89ª edição do Festival de Cannes. O filme segue Daniel Blake (Dave Johns), um carpinteiro britânico obrigado a viver do subsídio de desemprego, e de Rachel, mãe solteira.

Xavier Dolan, o realizador canadiano, levou para casa o importante Grande Prémio do Júri com “Juste la fin du monde”. O filme segue a história do escritor Louis (Gaspard Ulliel), longe há doze anos e que vai ao encontro da sua família para os informar da sua morte.

O Prémio de Melhor Realizador foi para Cristian Mungiu pela sua obra “Bacalaureat”, um filme sobre os compromissos e as implicações de ser pai. Um empate com Olivier Assayas, que venceu também o Prémio de Melhor Realizador por “Personal Shopper”. Um filme com Kristen Stewart no principal papel como Maureen, uma jovem americana capaz de comunicar com os mortos, que mora em Paris e trabalha como personal shopper para uma celebridade local.

Da secção competitiva do festival, as obras “La Fille Inconnue” de Jean-Pierre e Luc Dardenne, “Paterson” de Jim Jarmusch, “The Neon Demon” de Nicolas Winding Refn, “Ma Loute” de Bruno Dumont e “Sieranevada” de Cristi Puiu vão ter estreia em Portugal através da Leopardo Filmes.

“La Fille Inconnue” contou com uma recepção calorosa no festival francês, assim como “Ma Loute” e “Sieranevada” que vêm confirmar a importância e o estatuto dos seus realizadores na cinematografia mundial, Bruno Dumont e Cristi Puiu, respectivamente. “Ma Loute” era até apontado como o candidato mais forte à Palma de Ouro.

“Paterson” conquistou a imprensa e o público, somou elogios da parte da crítica e foi ainda distinguido com a Palm Dog, atribuída a Nelly, um buldogue inglês que acompanha Adam Driver, o protagonista.

Protagonizado por Elle Fanning, “The Neon Demon” foi um dos títulos mais antecipados da competição. Neste filme, uma jovem tenta seguir a carreira de modelo profissional em Los Angeles mas que descobre que o mundo da moda é muito mais perverso e assustador do que poderia imaginar.

“Gimme Danger” tem estreia agendada em Portugal para 14 de Julho, um documentário sobre os The Stooges apresentado fora de Competição. Da secção Un Certain Regard, “After the Storm”, de Kore-eda Hirokazu, será também distribuído em Portugal. A história de um escritor que regressa à casa de família com o objectivo de restaurar os laços com os seus parentes.

“La Forêt de Quinconces” foi exibido nas secções especiais de Cannes. Realizado por Grégoire Leprince-Ringuet, numa produção de Paulo Branco. Esta obra, a única primeira obra francesa a integrar a Selecção Oficial de Cannes, à excepção da secção Un Certain Regard, reuniu elogios da crítica.

O Prémio do Júri foi para “American Honey”, um filme de Andrea Arnold, e a filipina Jaclyn Jose recebeu o prémio de melhor actriz por “Ma Rosa”.  Asghar Farhadi recebeu o galardão para melhor argumento por “Forushande”, um filme que consagrou também a Shahab Hosseini como melhor actor.

Jean-Pierre Léaud, de 72 anos, foi ovacionado e aplaudido de pé na cerimónia pela sua Palma de Ouro de Honra. O actor foi um dos rostos do movimento francês nouvelle vague, e consagrou-se com o papel de Antoine Doinel em cinco filmes do diretor François Truffaut.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This