NSwitch_YoshisCraftedWorld

Yoshi’s Crafted World | Análise | Switch

Um mundo em Origami.

Se tivesse de descrever a primeira impressão com que fiquei ao iniciar jogo seria: surpreendido. Toda a gente está à espera de um jogo simples e super casual quando falamos dos jogos desta personagem – a não ser que estejamos a pensar em Yoshi’s Island, onde as nossas skills são postas à prova. Aqui, em Yoshi’s Crafted World, a dificuldade não é a principal característica deste título, aliás, se vierem à procura de um jogo com um grau de dificuldade elevado, por favor, façam um favor a vocês mesmos e não gastem o vosso dinheiro. Este jogo chega a ser ainda mais fácil que o último Super Mario lançado para esta plataforma (New Super Mario Bros U Deluxe).

Todavia, se conseguirem ultrapassar essa barreira competitiva que há em vocês, de certo que encontrarão neste jogo imensas horas de diversão, principalmente, no modo multiplayer. Vejamos.

A nível gráfico o jogo está muito bem conseguido. O tema do papel mantém-se ao longo do jogo e as skins que o Yoshi pode incorporar são muito originais e adaptam-se muito bem aos níveis. No entanto, a única coisa que tenho a apontar ao jogo tem a ver com isso mesmo, ou seja, cada vez que avançamos no jogo e acedemos a novos mundos, temos acesso a novos temas de acordo com o nível em que estamos e, automaticamente, a novas skins. No entanto, existem poucos níveis para explorar dentro de cada tema, o que faz com que as skins sejam um pouco esquecidas, na minha opinião. Não passam de peças coletáveis que, não alterando a maneira como se joga (não drasticamente, uma vez que adicionam uma armadura ao Yoshi, impedindo assim este de perder vida) e perdendo-se um pouco ao longo do jogo.

O objetivo do jogo é simples, ir buscar os gems (como se fossem umas pedras precisas que alimentam a ilha onde estes vivem) que foram lançados pelo mundo. Num jogo do género plataforma, é sem dúvida, uma delícia explorar todos os cantos de cada nível que foram, na minha opinião, muito bem desenhados. Com a possibilidade, como disse, de interagir com o mapa de diferentes perspetivas, é realmente desafiante colecionar todos os materiais que conseguirem desde flores para avançarem no jogo até às simples moedas vermelhas. Em termos de vou apanhá-los todos é dos poucos challenges que irão encontrar em Yoshi’s Crafted World. Já na versão da Wii U e, posteriormente, na versão da 3ds de Yoshi’s Wooly World isso era uma constante e aqui volta a repetir-se, isto é, existia uma grande ênfase na criatividade dos níveis e no que poderíamos encontrar neles, deixando a dificuldade de parte.

Quero ainda salientar a melhor característica deste jogo, na minha opinião, (claro): o Multiplayer. Realmente, desta vez conseguiram uma coisa que o Super Mario nunca conseguiu, principalmente ao nível da mecânica dos saltos. Raras foram as vezes em que matei o meu colega para eu conseguir fazer certo tipo de saltos entre plataformas. Descobrir os colecionáveis é também uma experiência muito melhor se for partilhada – e mais fácil, diga-se. Explorar o mapa, ajudas, etc…

Podia ficar aqui o tempo todo a escrever apenas sobre o jogo a dois, mas acho que também é preciso de respeitar os jogadores que preferem jogar sozinhos. É, de certo, um título mais orientado para duas pessoas, uma vez que envolve os jogadores neste quentinho que são os jogos da Nintendo, misturando gráficos super originais com uma dificuldade reduzida, para que se possa realmente apreciar este excelente trabalho.

Já agora, não sei se repararam, mas pouco falei das transformações do Yoshi. Pois bem, vamos deixar isso como está porque para além de não gostar muito dos níveis em que elas aparecem, não adicionam grande coisa ao estilo de jogo que nos apresentam.

Prós:

  • Multiplayer imbatível
  • Criatividade e originalidade sem igual
  • Imensos temas divididos por vários níveis ao longo de todo o jogo.

Contras:

  • Imensas roupas que, tirando o facto de facilitarem ainda mais o jogo, acabam por ser esquecidas
  • Temas, por vezes, pouco explorados em cada mundo, tendo apenas dois ou três níveis por cada tema para explorar, o que torna a experiência um pouco rápida (embora eles tentem colmatar esta questão criando níveis maiores)
  • Transformações do Yoshi

N.º de porta:8/10



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This