3ª edição do Belém Art Fest

Belém Art Fest

3ª edição do Belém Art Fest arranca esta sexta-feira e conta com nomes como Rita Redshoes, Metropolitana, Noiserv, Da Chic e Ana Sofia Varela

Museu Coleção Berardo, Museu Nacional de Arqueologia, Museu Nacional dos Coches e, pela primeira vez, Mosteiro dos Jerónimos abrem as portas para mais uma edição do Belém Art Fest, o festival cultural que junta artistas e património em duas noites únicas.

Esta iniciativa, levada a cabo pela Amazing Adventure(AA) em parceria com a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), Museu Coleção Berardo, Câmara Municipal de Lisboa, Junta de Freguesia de Belém, NCS Audiovisuais, Lisa Portugal e ETIC pretende promover novos artistas e projetos inovadores em espaços privilegiados de Lisboa. Este ano, Selma Uamusse, conhecida por integrar como voz os Wraygunn, acedeu ao convite da AA para Diretora Artística do festival.

Música invade os Claustros dos Jerónimos

“A grande novidade deste ano é a inclusão do Mosteiro dos Jerónimos, mais precisamente o Claustro, na programação do festival. Sentimos que esta decisão vem validar todo o trabalho desenvolvido até ao momento na promoção das artes e património e cimentar a relação com a DGPC” afirmou Pedro Pais, da Organização.

Com a confirmação do Mosteiro dos Jerónimos para receber cerca de 800 participantes nos concertos mais concorridos, como o de Rita Redshoes, que apresenta o seu último trabalho “Life is a second of love”, e dos Gospel Collective e convidados, aumenta-se assim a capacidade total do Festival para acolher cerca de 5.000 visitantes.

Roteiro pela arte e cultura portuguesa

Uma vez mais, os participantes são convidados a fazer uma viagem noturna por diferentes sonoridades e estados de espírito, de palco em palco, pela mão de artistas nacionais das mais diversas áreas.

No Salão Nobre do Museu Nacional dos Coches, entre viaturas reais do século XVII aos finais do século XIX, a música será a rainha, com concertos de Fado e Clássica, com os Jovens Solistas da Metropolitana e Ana Sofia Varela.

No Museu Nacional de Arqueologia, os visitantes poderão visitar as exposições temporárias Regiões da Lusitânia e O Tempo Regatado ao Mar, bem como as exposições Permanentes Antiguidades Egípcias e Tesouros da Arqueologia Portuguesa. Para além das coleções do museu, haverá workshops de fotografia e maquilhagem, e concertos de Noiserv, Minta & the brook trout, Walter Benjamin e Cais do Sodré Funk Connection.

Arte contemporânea até de madrugada

Thomas Anahory, Da Chick e Carolina Deslandes preparam a pista de dança improvisada para os Djs Ricardo Guerra, da Revolta do Vinyl e Dj Kamala que conduzem a festa até às 04h00 da manhã.

Antes, e a partir das 19h30, os participantes podem visitar a exposição permanente Museu Coleção Berardo (1960-2010) com visitas guiadas de 15 minutos, e assistir a exibições de curtas-metragens Bilhar Grande, uma série semanal de sketches de comédia que tem conquistado fãs na internet.

Do cartaz do festival fazem ainda parte Andycode, Beatriz Pessoa, Sérgio Silva, Mila Dores, Piano Batuque, Wack e Projeto Melodium. De destacar, a parceria estabelecida com a Jazzy Dance Studios, que traz ao festival uma nova expressão artística – a Dança – com exibições de tango, hip hop, sapateado, contemporânea e tribal fusion belly dance.

Uma vez mais o festival disponibiliza transfers gratuitos que garantem o transporte em conforto e segurança entre os espaços, das 19h30 à 00h00.

 

Preço 12 euros (todos os espaços num dia); 16 euros (todos os espaços nos dois dias)
Horários Museu Berardo 19h30 – 04h00 | Restantes espaços 19h30 – 00h30



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This