rdb_agentprovocateur_header

Agent Provocateur

Provoca tudo e todos, principalmente o desejo íntrinseco em provocar o outro... pelas melhores razões.

Agent Provocateur é a marca que tem revolucionado o mundo da lingerie, e todo o mundo da moda, começando pelo simples facto de introduzir esta categoria de vestuário no mapa da indústria. Por muitos é considerada de facto a única marca de lingerie com qualidade e criatividade no seu design, merecedora deste privilégio.

Mas outros mundos têm sido abalados com o surgimento e a forte persistência da Agent Provocateur no mercado. A própria forma de se apresentar tem trazido muita inovação e irreverência à comunicação, mas principalmente causou uma verdadeira revolução no espaço íntimo das “donas de casa desesperadas” (passo a expressão) e dos seus parceiros que a adoram com um carinho especial, sabendo que, apesar de ser para mulheres, a marca também os serve (e muito bem) a eles.

A marca foi fundadada em 1994 por Joseph Corré e Serena Rees. Corré é o filho de Viviane Westwood, a designer de moda britância tão influente e marcante no mundo da moda contemporânea (ela criou o estilo punk! só isto diz tudo… ), e do ex-manager da banda Sex Pistols, Malcom Mclaren. A combinação dos seus  genes e a convivência de Carré com o meio artístico, em especial com a alta moda, parecem estar bastante explícitos nos resultados finais, tanto dos produtos como do posicionamento e comunicação da marca. Filho de peixe…

Lançaram a marca com a inaguração da primeira loja em 1994, em Londres, na Broadwick Street em Soho (na qual vemos por exemplo a Bridget Jones a fazer compras), seguindo-se depois cidades como Nova Iorque, Vancouver, Las Vegas, Los Angeles, Paris, Vienna e Berlim. 

Para além das colecções de lingerie, na qual tem uma colecção especial para as noivas utilizarem na sua noite especial de núpcias, a marca dedica-se também ao design e produção de fatos-de-banho, sapatos e outros produtos complementares, incluindo livros, jóias e um bem sucedido segmento de perfumes e produtos de beleza que são vendidos actualmente em 65 países. Todo e qualquer produto nasce com o propósito de espalhar muita tentação a quem usa e aos parceiros dessas mulheres provocadoras.

A estratégia de comunicação tem passado por utilizar celebridades que encarnam os seus valores e os conseguem transmitir sem a possibilidade de cair em descrédito. Paris Hilton, Christina Aguilera, Kate Moss, Carmen Electra e a cantora Kylie Minogue foram alguns dos nomes que já representaram a marca, revelando toda a ousadia e sensualidade que há dentro de si. Esta última, fez um vídeo publicitário, passado apenas nas salas de cinema, que gerou uma enorme campanha viral na internet com milhares de visitas, para provar que de facto a Agent Provocateur é a marca mais erótica do mundo, calando com um vídeo de intensos 90 segundos o público mais crítico e puritano que acreditava que a marca se ofendia com a conotação explícita de erotismo que acarreta orgulhosa e assumidamente.

O exemplo do impacto online da campanha viral que se gerou com o vídeo «Proof» de Kylie Minogue é apenas um dos exemplos da aposta da marca na comunicação neste meio. O meio online tem sido um dos seleccionados e privilegiados pela marca para comunicar com o seu público, acreditando que partilhar o mesmo espaço que este é uma das mais eficazes formas de se aproximar do mesmo, falando-lhes na sua linguagem e no seu campo de acção. Assim, a Agent Provocateur é uma das marcas que usa e abusa das redes sociais até à exaustão como o facebook , twitter ou youtube referindo que muitas vezes as pessoas publicam mais conteúdos nestes canais sobre a marca do que a própria marca.

O objectivo da Agent Provocateur é o de trazer para a ribalta a verdade, ou ambição, sobre o espaço íntimo e as necessidades envolvidas nas experiências privadas, sexuais, do casal. Todos temos sexo, é um facto. Porquê esconder esta verdade e fingir que não tem tanta importância assim nas vidas dos seres da nossa sociedade? Todos temos sexo, e todos queremos que esses momentos sejam repletos de muita sensualidade, confiança, loucura, desejo e claro prazer. Ninguém sonha com experiências íntimas insípidas, sem sal, monótonas e aborrecidas… A Agent Provocateur pelo menos não acredita nisso, e muito menos quer contribuir para tal, e assim opta por desenhar lingerie que provoque as verdadeiras sensações, sentidos e fantasias mais íntimas de cada um.

O seu propósito é valorizar as mulheres e dar-lhes confiança através de lingerie arrojada e, claro, muito, muito sexy para se sentirem confortáveis, seguras de si mesmas e poderosas, tanto numa sala de reuniões, onde só elas sabem secretamente a fonte da sua atitude altiva e confiante, ou no “quarto”, onde partilham com os seus parceiros o segredo da sua fonte de inspiração.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This