“As Maçãs Douradas” | Eudora Welty

“As Maçãs Douradas” | Eudora Welty

(Não) quero viver numa small town

Poucas escritoras terão retratado a vida de uma pequena cidade como a americana Eudora Welty (1909-2001). “As Maçãs Douradas” (Antígona, 2013), livro que reúne sete dos seus contos, é um exemplo dessa visão lírica do quotidiano, do espreitar atrás de uma janela de uma pequena cidade sulista nos anos 30 do século XX que tanto se centra na observação de pequenos preconceitos como num mapa mais alargado da vida.

A acção decorre na pequena cidade de Morgana, nas margens do Mississipi, percorrendo quatro diferentes gerações; que, apesar de terem perante si cenários naturais de perder de vista, não impedem a alma e o coração de optarem pela via do preconceito.

Os contos poderão ser lidos individualmente mas, apenas ao juntar os sete retalhos, ficaremos com uma ideia do desenho que se esconde nesta manta americana tecida nos EUA.Para lá do retrato global que capta a vida de uma pequena cidade, “As Maçãs Doradas” trincam-se como uma celebração do contar histórias e, ao mesmo tempo, como uma homenagem às personagens femininas enquanto guardiãs da tradição oral. Mais um grande lançamento da Antígona no feminino.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This