rdb_cafesporto_header

Café aos Domingos

Em busca de um café na Invicta ao dia de descanso.

O Porto aos Domingos tem o seu não sei quê de filme pós-apocalíptíco. Nem mesmo a tão badalada Baixa escapa ao abandono nesse dia: cafés fechados, ruas desertas. Podemos, é claro, justificar isso parcialmente dizendo que entre as pessoas que vivem no Porto, dois dos maiores grupos são os estudantes (que voltam para as suas terrinhas ao fim-de-semana) e os idosos (que desprezam a saída domingueira, preferindo esperar pela ceifeira numa poltrona confortável.) Mas isso não impede que, para o resto de nós, haja aquele típico dilema semanal que é encontrar um café ou restaurante aberto ao Domingo. Este artigo não pretende ser uma lista exaustiva das opções disponíveis; crescentemente, e tanto mais quanto mais relaxados forem os padrões de qualidade do leitor, começa a haver uma oferta considerável. Nunca seria possível darmos mais do que uma pequena lista de sugestões entre as muitas possibilidades disponíveis. Nem tão pouco temos pretensões a revelar dicas de insider: o café ao Domingo é muito mais uma questão de relembrar o óbvio.  E como ir à Foz está para os Domingos como ir à Baixa está para a noite,  e a Ribeira tem numerosos estabelecimentos abertos garantidos devido à sua faceta turística, optamos por focar três áreas nas quais ocorre mais frequentemente o dilema de não se encontrar lugares abertos: Boavista, Baixa e Antas.

Antas

Uma área parcialmente subestimada nos dias que correm: no Porto, é um dos poucos lugares em que o deserto dos Domingos se traduz numa agradável calma em vez de um vazio deprimente. Para isso muito contribuem os numerosos espaços verdes e o omnipresente ambiente passeio-familiar-domingueiro. Cafés não faltam: no Eça (Rua Oliveira Martins, 174) encontramos uma interessante variedade de sanduíches e, com alguma sorte, somos servidos pelo empregado que parece o Mark Hammil. O Velasquez (Praça Francisco Sá Carneiro, 301) é conhecido principalmente pela sua esplanada.

Baixa

A combinação de ser a zona mais concorrida do Porto e de 80% dos cafés estarem fechados aos Domingos resulta em espaços absolutamente a abarrotar. Isto acontece com a mítica Leitaria da Quinta do Paço (Praça Guilherme Gomes Fernandes, 49), universalmente conhecida como “o lugar dos éclairs”, mas mesmo com tempos de espera por vezes deveras frustrantes vale a pena esperar pelas iguarias que dão ao lugar a sua reputação. Uma proposta mesmo nos Aliados é o Casal Lounge (Avenida dos Aliados, 42/54), banco transformado café/bar/restaurante/discoteca que sofre de uma certa crise de identidade, compensada por sua vez por uma escolha musical decente e chocolates deliciosos. Para quem quer mais aburguesado ainda (nada contra), é claro que o Majestic (Rua Santa Catarina, 112)  e o Guarany (Avenida dos Aliados, 85-89) estão abertos aos Domingos, com o estilo que deles conhecemos: boas iguarias, apresentação pretenciosa, preços bem caros.

Boavista

Para uma zona tão calma e residencial, a Boavista não deixa de ter uma boa oferta de cafés e restaurantes. Uma escolha popular é a filial da Confeitaria Arcádia localizada na Avenida da Boavista 1046, também conhecido como a Casa do Chocolate, que goza de sucesso mesmo para além do seu público-alvo de Senhoras de uma Certa Idade. Um lugar confortável, com espaço para fumadores e algumas das casas de banho públicas mais agradáveis da área do Grande Porto – o único senão será que a casa não se adapta bem a quem, em vez dos muitos doces disponíveis, prefere os salgados (dos quais têm uma selecção pouco interessante.) Melhor a esse nível será a Alicantina (Rua do Campo Alegre, 814;  também há uma na Rua António Bessa Leite, 1412), uma confeitaria tradicional que também serve refeições e só fecha à meia-noite. No Verão, a esplanada é uma tentação, mas cuidado – se os clientes gostam dela, os pedintes ainda mais. Finalmente, para quem quer apenas um lugar calmo e propício ao estudo, existe sempre o café da Casa da Música – a selecção gastronómica não é nada do outro mundo, mas o valor de entretenimento em ver skaters a cair no lado de fora compensa.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This