Cinema Português

Em mês de revolução, as produções nacionais vão invadir as salas.

Até pode ser uma grande coincidência mas, no mês em que se comemora os trinta anos do 25 de Abril, serão estreados, um pouco por todo o país, seis novos filmes portugueses. Será que é o começo da revolução do cinema português? Para que isso aconteça é fundamental o apoio popular. Nós aqui fazemos a nossa parte.

A primeira proposta que aqui apresentamos é o mais recente filme de Fernando Lopes que, após o sucesso de “Delfim”, juntou-se ao crítico de cinema João Lopes e surge agora com o seu novo trabalho – “Lá Fora”. O filme, que estreia no primeiro dia do mês, conta a história de uma relação obsessiva entre uma apresentadora de televisão e um corretor da bolsa que vivem no mesmo condomínio fechado. Nos papéis principais, este filme conta com “pesos pesados” do cinema português como é o caso de Alexandra Lencastre, Rogério Samora e Miguel Guilherme.

Também a 1 de Abril, estreia “Tudo Isto é Fado”, de Luís Galvão Teles. Ângelo Torres, Ana Cristina Oliveira, João Lagarto e Marcantonio Del Carlo são alguns dos actores que participam nesta história de dois malandros que viajam do Brasil para Portugal em aventuras e múltiplos roubos.

Na semana seguinte, isto é, dia 8 de Abril, estreia “Daqui p’rá Alegria”, da realizadora Suíça mas residente em Portugal desde 1989, Jeanne Waltz, que surge este mês em Portugal depois de ter estreado na Suíça em Março. Depois das curtas-metragens “As terças da bailarina gorda” e “O que te quero”, a primeira longa-metragem da realizadora de origem suíça conta com a participação de Dinarte Branco no papel de Francisco, um homem abalado pela morte da mulher (Rita Durão) que é empurrado para a vida pela jovem Bruna (interpretada pela estreante Raquel Cardoso). Podem assistir a esta película no cinema S. Jorge em Lisboa.

A partir do dia 22, o cinema King, em Lisboa, exibe dois documentários de Edgar Pêra – “25 de Abril – Uma Aventura para a Democracia” e “És a nossa fé”.

Depois de ter sido exibido em diversos locais e ganho alguns prémios, “25 de Abril – Uma Aventura para a Democracia”, feito a partir de material de arquivo sobre o 25 de Abril de 1974, produzido no ano de 2000, é de novo exibido em Lisboa. Aproveitando o tema do futebol que irá ser o prato forte do início do verão português, é também exibido “És a Nossa Fé”, um exercício de reflexão sobre a relação dos adeptos do futebol com o jogo.

Para acabar o mês da mesma forma que se iniciou, ”Maria e as Outras”, de Jorge de Sá Caetano, estreia a 29 de Abril. Com Catarina Furtado, Isabel Abreu, Ana Brito e Cunha, Sandra Cóias e Filipe Ferrer no elenco, o filme centra-se nas histórias de amizade e nas cumplicidades de um grupo de amigas e no relacionamento de uma delas com um homem, através da internet.

Sem dúvida que este mês irão existir razões de sobra para ver bom cinema português. Seja incentivado pelo espírito de Abril e faça parte da revolução cinematográfica portuguesa.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This