Claus Peymann pela primeira vez em Portugal

Claus Peymann, um dos nomes mais destacados do teatro mundial, director do Berliner Ensemble (o teatro fundado por Bertolt Brecht) desde 2009 e director do Burgtheater de Viena entre 1986 e 1999, apresenta em Portugal nos dias 1 e 2 de Dezembro de 2012, no Teatro Municipal de Almada, uma das suas mais recentes criações: a peça Simplesmente complicado, de Thomas Bernhard. Peymann tem o seu nome ligado aos grandes acontecimentos da encenação e da escrita dramática alemãs. Por exemplo, em 1966, estreou em absoluto, aos 29 anos, a primeira “peça falada” de Peter Handke: o Insulto ao público. Na Schauspielhaus de Hamburgo criou O hipocondríaco, a primeira peça de Botho Strauss, e Uma festa para Boris, a primeira peça de Thomas Bernhard. Desde então, isto é, desde o início dos anos 70, Peymann pôs à disposição de Bernhard os meios de produção de que dispunha, a sua energia, o seu talento de encenador, e os melhores intérpretes de língua alemã, assegurando a estreia absoluta de uma dúzia das suas peças. Entre os dramaturgos seus contemporâneos cujas obras divulgou encontra-se Franz Xaver Kroetz. A par de autores contemporâneos, tem dirigido textos clássicos de Shakespeare, Kleist, Schiller e Goethe.

Em Portugal, Joaquim Benite estreou, de Thomas Bernhard, as peças O fazedor de teatro (2004) e O Presidente (2008). O director do Teatro Municipal de Almada convida agora o mestre de teatro alemão a apresentar uma das peças emblemáticas do autor austríaco.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This