Designmatography IV

Ciclo de cinema integrado na ExperimentaDesign 2005. De 24 a 27 de Setembro na Culturgest.

A quarta edição do programa de cinema da ExperimentaDesign2005 – Bienal de Lisboa, responde ao tema geral do evento, “O Meio é a Matéria”, com a apresentação de retrospectivas do trabalho de Morgan Fisher, Thom Andersen, Bruce Conner e Owen Land, cineastas que exploraram de forma diversa as possibilidades de questionar o próprio cinema, os seus modos de produção e representação. A projecção das películas decorre entre 24 e 27 de Setembro na Culturgest.

Morgan Fisher é um cineasta e artista plástico norte-americano radicado na Califórnia, cuja obra tem vindo a ser revalorizada pela pertinência com que sistematicamente examinou a natureza do próprio cinema numa série de pequenos filmes realizados nas décadas de 60 e 70, objectos performáticos e inquéritos rigorosos e mordazes ao dispositivo cinematográfico (explorando as relações imagem/som, a importância do acaso e da regra na composição fílmica, a projecção, a experiência do tempo e a percepção do movimento, o lugar do espectador).

Thom Andersen é um dos mais originais documentaristas norte-americanos da actualidade, uma figura de relevo do meio do cinema independente de Los Angeles e autor de uma série de ensaios visuais, que cruzam o documentário com a reflexão sobre a História do Cinema. Seja a investigar as diferentes dimensões do trabalho de Eadweard Muybridge, a influência do comunismo no cinema de Hollywood ou as representações cinematográficas do tecido geográfico, urbano e social da cidade de Los Angeles, o trabalho de Thom Andersen permite-nos olhar para a História do Cinema de outro modo, através de um discurso crítico original sobre o cinema, as imagens em geral e o poder das suas representações.

Bruce Conner é, desde a década de 50, um dos mais influentes artistas plásticos norte-americanos e uma figura maior de um cinema crítico que recorre a imagens preexistentes, found-footage de filmes institucionais, publicitários e outros, para, através de uma montagem depurada, sugerir aproximações inesperadas a que acrescenta o recurso frequente à música para sublinhar o conteúdo das imagens seleccionadas. O programa apresenta um conjunto representativo dos seus filmes de colagem das décadas de 50 a 80.

Owen Land explorou, nas décadas de 60 e 70, uma abordagem desconcertante sobre as relações entre o espectador e a imagem cinematográfica, contrariando muito do discurso académico sobre o cinema experimental. Nos seus filmes apresentou com bastante humor uma desmontagem permanente de convenções, uma atenção ao próprio material do filme e, nos filmes narrativos tardios, o registo paródico da sua própria conversão religiosa, numa permanente ilustração contra-intuitiva do formalismo no cinema experimental.

Programa:

24 DE SETEMBRO

18h30

Programa de Bruce Conner

Ten Second Film, 1975 som, 10’’
Mongoloid, 1978 som, 3’50’’
America is Waiting, 1982 som, 3’50’’
A Movie, 1958 som, 12’
Take the 5:10 to Dreamland, 1977 som, 5’50’’
Report, 1963-67 som, 13’
Valse Triste, 1979 som, 5’
Crossroads, 1976 som, 36’

21h30

Programa de Morgan Fisher I
(na presença do autor)

Brodwick, 1966 som, 11’
( ), 2003 sil. 21’
Standard Gauge, 1984 v.o. inglesa, 34’

25 DE SETEMBRO

17h00

Programa de Thom Andersen I
(na presença do autor)

Los Angeles Plays Itself, 2003 v.o. inglesa, leg. em português, 169’

26 DE SETEMBRO

18h30

Programa de Morgan Fisher II
(na presença do autor)

The Director and His Actor Look at Footage  Showing Preparations for an Unmade Film, 1967 som, 15’
Documentary Footage, 1968 v.o. inglesa, 11’
Production Stills, 1970 som, 11’
Picture and Sound Rushes, 1973 som, 11’
The Wilkinson Household Fire Alarm, 1973
som, 1’30
Cue Rolls, 1974 5’30’’
Projection Instructions, 1974 som, 4’
Phi Phenomenon, 1968 sil., 11’

21h30

Programa de Thom Andersen II
(na presença do autor)

Red Hollywood co-realizado com Nöel
Burch, 1995 v.o. inglesa, 90’

27 DE SETEMBRO

18h30

Programa de Thom Andersen III
(na presença do autor)

Melting, 1964-65 som, 6’
Olivia’s Place, 1966 som, 6’
Eadweard Muybridge, 1975 v.o. inglesa, 60’

21h30

Reverência: Os .lmes de Owen Land (anteriormente conhecido como George Landow), Partes I e II
Remedial Reading Comprehension, 1970 v.o. inglesa, 5’
Fleming Faloon, 1963 som, 5’
Film in Which There Appear Edge Lettering Sprocket Holes, Dirt Particles, Etc, 1965-66 sil., 4’
What’s Wrong With This Picture 1, 1971 v.o. inglesa, 5’
What’s Wrong With This Picture 2, 1972 v.o. inglesa, 7’
Institutional Quality, 1969 v.o. inglesa, 5’
On the Marriage Broker Joke Cited By Sigmund Freud in Wit and Its Relation to the
Unconscious or Can The Avant-Garde Be Wholed, 1977-79 v.o. inglesa, 18’

Intervalo

The Film that Rises to the Surface of Clari.ed Butter, 1968 som, 9’
Diploteratology, 1967-78 sil., 7’
No Sir, Orison!, 1975 v.o. inglesa, 3’
Wide Angle Saxon, 1975 v.o. inglesa, 22’
Thank You Jesus for the Eternal Present,
1973 v.o. inglesa, 6’
A Film of Their 1973 Spring Tour Commissioned by Christian World Liberation Front of Berkeley, California, 1974 v.o. inglesa, 12’
New Improved Institutional Quality: In the Environment of Liquids and Nasals a Parasitic Vowel Sometimes Develops, 1976 v.o. inglesa, 10’
.ed Butter, 1968 som, 9’



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This