Felix da Housecat

Um dos mais importantes nomes da cena electro mundial regressa a Portugal, dia 7 de Fevereiro, para festejar o Carnaval da invicta.

Quem está por dentro da indústria musical electrónica, principalmente aquela que é feita para animar as pistas de dança de todo o mundo, sabe que o electro chegou para arrasar a concorrência e é neste momento a força dominante nos principais clubes mundiais, criando verdadeiros hinos que fazem as delícias dos seguidores e que se tornaram em marcos da cena electro mundial.

Quando no próximo dia 7 de Fevereiro, os presentes no Indústria no Porto, começarem a ouvir os primeiros beats e a simples provocação, “Hey boy, take me off the radar”, podem desde logo preparar-se para a verdadeira explosão de alegria e festa. Alguns segundos depois, e quando a voz feminina e extremamente sexy de Kate Wax declamar a primeira frase do refrão, “Space star kid won’t you take me on a rocket ride”, os corpos e as mentes vão concerteza libertar as energias contidas e a festa está garantida.

O responsável pela festa é  Mr. Felix Stallings Jr, conhecido no mundo da música como Felix da Housecat que, a par de Miss Kittin e The Hacker, tornou-se num dos mais importantes impulsionadores do electro mundial e que cá em Portugal tem um enorme número de seguidores que irão concerteza encher a discoteca portuense na noite de 7 de Fevereiro.

Nascido em Chicago e com um passado sempre dedicado à música electrónica como produtor e dj, Felix da Housecat tem um passado invejável. Seguidor do legendário mestre de acid house, DJ Pierre, Felix enveredou por uma carreira essencialmente marcada pelas importantes remisturas, onde figuram nomes como Garbage, The Pet Shop Boys e Diana Ross numa primeira fase e, mais recentemente, Adult, Royksopp, Ladytron e Ursula 1000 numa clara tentativa de ser coerente e manter-se mais underground.

Em nome próprio, foi com o álbum de 2001, Kittenz and thee Glitz e particularmente através da colaboração com Miss Kittin em “Silver Screen” e “Madame Hollywood”, que Felix da Housecat se tornou conhecido e colaborou na transformação irreversivel da música electrónica feita para dançar.

O ano de 2004 marcou o regresso do produtor às edições discográficas com o álbum Devin Dazzle and the Neon Fever que contou com diversas colaborações vocais, criando um registo mais virado para o formato “canção” mas que funciona na perfeição quando é colocado nas pistas de dança. Das várias colaborações destaca-se a voz inconfundível de James Murphy em “What She Wants” e Kate Wax em “Rocket Ride,” “Short Skirts”, “Everyone is Someone in LA” e “Hunting Season”.

Na actuação programada para dia 7 de Fevereiro no Indústria, vai ser possível comprovar que a música de dança pode e deve ter “letra” e que Felix da Housecat é um dos mais brilhantes produtores deste novo milénio.

PS: Quem estiver interessado em descobrir algumas remisturas de “Rocket Ride” aconselhamos que procurem pelas duas versões produzidas pelos Soulwax, quem sabe se não passam também pela noite do Indústria.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This