FEZ PS3, PS4 e PSVita

FEZ | Análise

Dois anos depois do seu lançamento, FEZ chega agora à PS Store, onde pode ser descarregado ao preço de € 9,99 para as consolas PS3, PS4 e PS Vita. Interessante também é que ao adquirirmos este título para uma destas plataformas, este fica imediatamente disponível para as restantes. Será que, dois anos depois, o nosso pálido amigo Gomez ainda faz sentido nestas consolas?

Claro, que sim. Já era altura de todos poderem experimentar o galardoado e tão aclamado Indie de Phil Phisher. Infelizmente, como Phil decidiu, de forma abrupta, abandonar a indústria, o port para as consolas da Sony ficou a cargo de outras mãos.

Para quem não conhece este título, segue uma breve explicação. De forma muito resumida (pois não vos quero estragar nada) FEZ conta a história de Gomez. Este vivia pacatamente a sua vida bidimensional, até ao dia em que se deu a ruptura de um enorme hexaedro. Com esta ruptura são alteradas as linhas dimensionais. Quanto a Gomez, este recebe um chapéu de fez (claro) vermelho e a revelação de que o seu mundo tem afinal três dimensões com as quais ele agora pode interagir. Como se não bastasse é-lhe também incumbida a missão de procurar todos os estilhaços (na forma de cubos) que dão forma ao hexaedro.

É assim que todo um mundo de plataformas e puzzles, vasto e diversificado, se abre. O poder de Gomez permite-nos, com o pressionar de um botão, rodar de um lado para o outro os cenários onde nos encontramos. É precisamente essa a mecânica que precisamos dominar para que possamos avançar ou progredir na história e também para descobrir todos os segredos que podem estar escondidos ao longo da nossa aventura. À primeira vista o acesso a uma porta pode parecer inexistente, mas rodando o cenário depressa percebemos que essa mesma porta está a apenas um curto salto de distância. À medida que vamos progredindo na história mais complicados ficam os puzzles e mais desafiante fica o objectivo de atravessar todos os mundos em busca dos cubos dourados.

FEZ PS3, PS4 e PSVita

Já era assim no PC e na Xbox 360 e o mesmo acontece nas consolas da Sony. Em termos de comparação, este é, sem tirar nem pôr, o mesmo jogo. Nada se alterou, a não ser o sistema onde o jogamos. Visualmente continua cativante, aliciante mesmo. Os cenários não perderam em nada com esta transição para as consolas da Sony e continuam a ser um hino à exploração. O que é óptimo, pois uma vez que em FEZ não existem inimigos para derrotar, reina uma jogabilidade que apela à nossa calma e paciência para que sem pressa consigamos desfrutar de toda a aventura, dos puzzles resolvidos. Explorar e descobrir, baús com tesouros, mapas e vestígios de uma civilização antiga  é mais do que obrigatório e temos do o tempo do mundo para o fazer. De facto, mais do que no PC, fiquei a preferir jogar este título numa consola. Não me perguntem porquê, apenas acho que este formato assenta como uma luva. Todo este sentimento de calma e paciência parece condizer com o sentar no sofá em pleno relaxe.

FEZ PS3, PS4 e PSVita

FEZ chega assim às consolas da Sony. Se ainda não tinham experimentado este título, têm agora uma excelente oportunidade para o fazer e a um preço acessível. Saltar e atravessar mundos continua a ser tão agradável como desafiante. Só é pena que o mapa do jogo não tenha sofrido algumas melhorias, uma vez que continua a mostrar-se pouco versátil, tendo em conta o vasto leque de mundos que temos de percorrer e explorar se quisermos descobrir todos os seus segredos.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This