Jim in Galatin1

“Os Illuminati” de Jim Marrs

Domínio mundial com um toque de caos

Os Illuminati de Jim Marrs (Alma dos Livros, 2020), aborda um dos tópicos mais controversos e polémicos de sempre, tema que a uns aterroriza e a outros fascina: o mundo de uma das mais faladas sociedades secretas, os seus ideais e objetivos.

Um relato repleto de descrições e citações, o mais imparcial possível, considerando a sensibilidade do tópico, o qual Marrs executa na perfeição.

Em mais de 400 páginas, através de exposições explícitas e documentadas, Marrs conduz o leitor às origens, evolução e aos pretensos Illuminati da modernidade.

As conspirações e as sociedades secretas existem desde os primórdios da humanidade. Afinal, o ser humano é um animal social.

Desde os curiosos rituais de iniciação, descritos num livro datado de 1789, aqui ponto inicial na narrativa de Marrs, o leitor é levado pelos meandros da História, rumo aos primórdios na Suméria (Gnósticos), à Cabala, às Escolas de Mistérios (Grécia/Egito), aos Essénios (seita astética judaica), aos Roshaniya (Afeganistão), aos Cavaleiros Templários, à seita dos Assassinos (composta por todas as sociedades secretas subsequentes), aos Rosacrucianos (por muitos considerados os progenitores da Maçonaria e dos Illuminati) até aos dias de hoje e às suas sociedades mais recentes.

O nome “Illuminati” significa “os iluminados” e geralmente refere-se a alguém que foi esclarecido ou iluminado ao receber conhecimento de uma fonte superior ou esotérica.

Passo a passo, revela como se crê que os Illuminati se infiltraram na Maçonaria e a tornaram uma amálgama de várias vertentes do pensamento.

A partir da sua pesquisa, referida na bibliografia, sugere como esta sociedade secreta teve influência em eventos de grande escala ou de grande importância que moldaram caminhos de países cujo propósito seria o de instaurar o caos, o que por sua vez iria conduzir ao pânico e à desconfiança, o que levaria a que o “rebanho” procurasse a orientação de um “pastor”.

O ser humano é um animal de rebanho e, como tal, agrupa-se naturalmente por uma questão de segurança e companhia. Com o crescimento e a evolução das populações, os indivíduos foram formando sociedades baseadas em interesses mútuos no seio das comunidades.

Para se sentirem superiores aos seus companheiros e evitarem qualquer conflito com as autoridades, estas sociedades desenvolveram os seus conhecimentos e rituais e mantiveram-nos secretos.

Através de uma investigação profunda e num tom bastante sério, Marrs expõe, explora e alerta para as influências e o poder dos Illuminati (de outrora e atuais) e a sua busca incessante por um só governo, uma só religião.

Os Illuminati de Jim Marrs, é uma exposição nua e crua de um mundo secreto de elevadas ambições, sem alarmismos ou teorias da conspiração, totalmente baseada em factos relatados e devidamente documentados. Uma leitura que vai dar muito que pensar.

Um Anel para a todos governar, um Anel para encontrá-los e um Anel para todos trazer e na escuridão aprisioná-los – J.R.R. Tolkien, em Fellowship of the Ring (LOTR #1)

Jim Marrs, jornalista e autor premiado, nasceu em 5 de Dezembro de 1943 e faleceu em 2 de Agosto de 2017. Formado na Universidade do Norte do Texas, possuiu vários jornais antes de iniciar a sua vida de autor e jornalista independente. Coautor do bestseller Crossfire, os seus livros de não ficção são dos mais vendidos mundialmente, sendo traduzidos em vários países. Marrs era presença frequente em talk shows quer em televisão quer rádio, nos canais ABC, NBC, CBS, CNN, Canal Discovery e Canal História.



There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This