rdb_lifetimes2_header

“Life and Times – Episode 2”

A segunda etapa da vida contada de fato de treino.

Passou por Portugal, no Maria Matos, o Episódio Dois de “Life and Times” da companhia nova-iorquina Nature Theater of Oklahoma. Tudo começou com uma gravação de uma conversa telefónica, onde uma mulher, normal, de classe média, contou a sua história de vida. Depois escreveu-se toda a conversa, com as pausas, as hesitações, as “muletas”, os enganos e os recuos na história. A seguir, em forma de teatro musical, representou-se. De fato de treino garrido, muito piroso, seis actores cantam e fazem coreografias bastante ridículas mas que funcionam. O primeiro episódio, apresentado em Portugal em Janeiro, transportou-nos até à infância, enquanto neste segundo conta-nos a pré-adolescência, desde os 8 até aos 14 anos. Tudo o que qualquer pessoa viveu nestas idades encontra-se aqui, e o engraçado é que todos se identificam com o que se passa em palco, e isso percebe-se com as reacções do público. Desde a primeira paixão, às dificuldades com as amizades, com a família, com ela própria…

São seis espectaculares actores que nunca deixam a energia cair, que assumem o corpo e tudo o que acontece em palco com bastante alegria e divertimento.

Admito que senti um grande problema com o facto do espectáculo ser em Inglês. Apesar de legendado, era difícil, para não dizer impossível, seguir as legendas que estavam a ser projectadas no topo do palco e conseguir seguir os movimentos dos actores. Optei por ignorar o texto e deliciar-me com a presença daquelas pessoas. Observei que o resto do público estava vidrado no que se estava a passar em palco. Não me pareceu que houvesse mais alguém com o mesmo problema que eu, mas acredito que sim. E que por ter actores tão bons, acabou por não me fazer confusão. São duas horas de diversão, com uma forma “nova” forma de fazer teatro. Um reparo apenas à curta passagem do espectáculo por Portugal. Duas apresentações é realmente muito pouco.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This