Maria Gadú @ Coliseu dos Recreios | 24 de Maio de 2012

Maria Gadú @ Coliseu dos Recreios | 24 de Maio de 2012

Gadú voltou a Portugal para apresentar "Mais uma Página"

Foi no dia 24 de Maio que Maria Gadú voltou ao Coliseu dos Recreios para apresentar o seu último trabalho “Mais uma Página.”

Esta foi a quinta vez que Maria Gadú veio a Portugal. Desde a primeira vez, aquando a passagem pelo Sudoeste, esta cantora tem vindo a crescer e a melhorar de uma forma exorbitante.

Com a sala a encher, Marco Rodrigues, fadista português, abriu o concerto. Muitas pessoas não o conheciam mas, a julgar pela reacção dos presentes, gostaram de conhecer. O fadista cantou o «Fado do Estudante», de Vasco Santana, e o público acompanhou. O vencedor da Grande Noite do Fado de 1999 cantou também «O Homem do Saldanha», de quem Lisboa demonstrou um grande carinho, aplaudindo com grande entusiasmo. Para terminar cantou «A rima mais bonita» e o público aplaudi-o de pé!

Já com o coliseu cheio, Marco Rodrigues apresentou a cantora de uma forma bastante carinhosa. “Qualquer músico do mundo gostaria de pisar este palco. Eu tenho dois privilégios: pisar este palco e dividi-lo com uma grande cantora neste grande concerto”.

Uma tela gigante desce e o palco é completamente tapado por ela. A música «Alguém Cantando», original de Caetano Veloso, e cantado por Gadú, começa e nessa tela são apresentados nomes de artistas falecidos, tais como Tom Jobim, Amy Winehouse, Mamonas Assassinas, Jimmy Hendrix, Janis Joplin, John Lenon e Whitney Houston. O público reage aos nomes que são projectados com palmas e gritos.

É desta forma surpreendente que o concerto começa. Ao longo do concerto a cantora mostrou-se bastante emocionada e muito grata. A sua pureza, simplicidade, e timidez ao receber os elogios e, claro, toda a energia, marcaram a sua postura em palco.

Marco Rodrigues volta para cantar com Maria Gadú a «Valsa». O fadista agradece todo o carinho que a amiga tem por ele. Os dois cantores em palco foi de facto um dos momentos altos do concerto.

Dani Black cantou com Gadú «Aurora» e «Linha Tênue». Quem conhece o cantor ficou bastante emocionado com a sua presença. Quem não conhece acredito que tentará descobri-lo no YouTube.

As músicas já conhecidas dos fãs, «Encontro», «Tudo diferente», «Bela Flor» e «Linda Rosa», foram os momentos de maior sintonia no Coliseu. O público cantou bem alto com a cantora.

Gadú apresentou com grande jogo de luz e de vídeo “Mais uma Página”. No repertório não faltaram as músicas noutras línguas, tais como «Extranjero» (tema criado em parceria com seu teclista Maycon e com o músico Cassyano Correr), «Long, Long Time» e «Like a Rose», canções que deram uma sonoridade mais internacional a este espectáculo.

Os seus músicos e amigos que a têm vindo a acompanhar: Cesinha (bateria), FernandoCaneca (guitarra) Doga (percussão) GastãoVilleroy (contrabaixo) e Maycon (teclados) fizeram solos inesquecíveis e «Laranja».

A música «Índios», da banda brasileira Legião Urbana, não faltou e quem a conhecia acompanhou Maria bem alto. Nada neste concerto faltou.

Quase duas horas depois do início do concerto o público começava a sair da sala, provavelmente porque no dia seguinte teriam que ir trabalhar. A verdade é que, quando a cantora volta pela terceira vez ao palco para cantar «Shimbalaiê», quem abandonava a sala muda de rumo e volta a entrar na sala. O público junta-se ao palco de pé e é com grande empatia que canta tanto quando pode a música que tornou Maria Gadú um ícone da música brasileira.

Maria terminou o concerto agradecendo todo o carinho ao público português. Seguiu para o Porto onde foi muito bem recebida pelo público de lá. A cantora brasileira já se encontra no Brasil, mas antes de partir confessou à Rua de Baixo que o seu prato preferido português “É Bacalhau”. Mas qual? “Bacalhau com cebola,com batatinha cortada assim às rodelas (e fez um movimento com as mãos) “e com azeitonas”, alguém gritou é Bacalhau à Gomes de Sá!!



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This