Maroon 5 | “Overexposed”

Maroon 5 | “Overexposed”

Tanta exposição deu nisto

Após terem vendido uma montanha de discos com o single «Moves Like Jagger», a popularidade dos Maroon 5 ficou tão alta quanto o novo arranha-céus inaugurado recentemente em terras de sua majestade. A somar a isto, Adam Levine, o vocalista e menino bonito da banda, tornou-se júri na edição norte-americana do programa de caça talentos The Voice, o que faz com que “Overexposed”, título escolhido para a nova rodela, faça todo o sentido.

Desta vez, o assalto aos tops foi tão óbvio que o plano foi descoberto antes de poder avançar. Se nos discos anteriores era a banda que escrevinhava todas as letras, em “Overexposed” os Maroon 5 convidaram Max Martin, habitual letrista de Britney Spears, e outros fazedores de êxitos, para receberem uma ajuda extra.

A sombra das grandes produções paira sobre o disco da primeira à última faixa, mas nem por isso as canções conseguem tornar-se memoráveis. Aliás, com uma produção apontada a uma vertente mais dançável – à moda do que de mau se vai fazendo um pouco por toda a pop, juntando uma pitada de dubstep aqui e outra acolá -, os instrumentos parecem ter desaparecido do mapa, substituídos por Adam Levine, a sua laringe e um fundo sonoro de arrepiar.

Quando se tratou de escolher entre competividade e integridade artística, os Maroon 5 abraçaram a causa troikista musical e decidiram-se pela primeira. “Overexposed” até se poderá tornar no seu disco mais popular, mas nunca conseguirá esconder a sua artificialidade.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This