Imagem-Cartaz_14

[Novas confirmações] Festival BONS SONS

O maior cartaz de boa música portuguesa

Raramente um Festival juntou tanta boa música portuguesa. O Festival BONS SONS é uma plataforma de divulgação de música portuguesa para todos os públicos, conciliando a descoberta de projectos emergentes e o reencontro com músicos consagrados. Entre 14 e 17 de Agosto, um total de 55 espectáculos estão programados para encher de BONS SONS as ruas aldeia de Cem Soldos em Tomar. São oito os palcos prontos a acolher as fusões, aculturações, descobertas, con uências e reuniões de vários géneros musicais.

Mais 9 nomes que contribuem para um cartaz eclético, com espectáculos que vão do solo à azáfama, do intimista ao gigante, da viagem interior à viagem internacional.

Aduf

Com um espectáculo produzido com adufes gigantes – “Adufões” –, aliam uma enorme força cénica a um conceito aberto mas culturalmente situado. Este grupo de nove elementos: cinco percussionistas, guitarra, teclados, sopros e voz, desenvolve de uma linguagem original que junta a contemporaneidade à força das expressões rítmicas oriundas do universo da música étnica. Um projecto de José Salgueiro e José Peixoto com a convidada especial, a cantora Basca, Maria Berasarte.

Osso Vaidoso

Projecto musical de rock alternativo constituído pela cantora Ana Deus (ex-Ban e ex-Três Tristes Tigres) e pelo guitarrista Alexandre Soares (ex-GNR e ex-Três Tristes Tigres). Na voz dela, as palavras rimam com os seus amanhãs virtuais e nas tessituras dele, as palavras esbarram com outros virtuosismos.

Ciclo Preparatório

Formados em Março de 2012, no coreto do Jardim da Estrela, intitulam-se de grupo coral pop especial rural-chique delicodoce. Os Ciclo Preparatório são seis. A voz de João Gagliardini Graça mistura-se com os coros a nados das raparigas, uma bateria certinha, guitarras e baixo… são estes os ingredientes principais do som do grupo, apimentado pelas letras.

 

 

Long Way To Alaska

Compondo numa sala quente, Gonçalo, Gil, Lucas e Nuno, aliam doces imaginários instrumentais a cordas vocais em estado de rebentação de uma ora fresca despida. O convite é feito a todos para que viagem no seu mundo.

 

Azáfama
CACHUPA PSICADÉLICA + CAPITÃO CAPITÃO + HOMBRES CON HANBRE + O MARTIM + TV RURAL + VITORINO VOADOR

Um concerto de concertos em regime de caos orquestrado proposto pela Azáfama – Produções Artísticas. Num espectáculo condensado haverá Cachupa Psicadélica, Capitão Capitão, Hombres con Hambre, O Martim, TV Rural e Vitorino Voador. A música portuguesa raramente fervilhou tanto, em termos de ideias, dinâmica e projecção.

Nome Comum

Num formato distintamente acústico, propõem uma fusão da tradição musical portuguesa com diferentes universos musicais contemporâneos. “Cuco”, o álbum, é composto nas mãos e cantado nas vozes de dois irmãos, Bernardo e Madalena. Da ideia de um surge a frase do outro.

Guta Naki

Entre retalhos da canção urbana surge este trio de amigos que, munidos de ferramentas pop, constroem uma sonoridade estranhamente familiar que se espraia em canções com corpo de escrever. “Perto Como”, editado em 2014, traz o seu inesgotável desejo de estarem juntos.

Luis Antero
CONCERTO PARA OLHOS FECHADOS

O conceito de “Concerto Para Olhos Vendados” parte da premissa de que muitas vezes paramos para ver mas raramente o fazemos para ouvir. Com recurso a gravações sonoras de campo, constrói-se uma paisagem sonora ao vivo, convidando o público a vendar os olhos e a redescobrir o universo sonoro quotidiano e sua (eventual) ligação com a memória.

Ermo

Motivados pela vontade de desenvolver uma sonoridade ímpar, trazem à mistura, ecos do imaginário português, a música tradicional que dele advém e a electrónica marcadamente influenciada pela arte feita em Braga durante os anos 80.

 

Estes nomes juntam-se aos já anunciados Sérgio Godinho, Gaiteiros de Lisboa, Gisela João, Ricardo Ribeiro, Amélia Muge, JP Simões, Noiserv, Samuel Úria, Capicua, Brass Wires Orchestra, Norberto Lobo + João Lobo, Os Capitães da Areia, Memória de Peixe, Mila Dores, Torto, Tiago Sousa, First Breath After Coma e Moullinex.

 

Até ao final de Maio mantém-se a venda de Passes de 4 Dias por apenas €20, disponíveis aos balcões da FNAC, Ticketline e CTT (limitado a 1.000 unidades).

Venha Viver a Aldeia!

 



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This